Covid-19: Encontros Anuais do BA arrancam hoje com recuperação na agenda

Abidjan – Os governadores dos Estados-membros regionais e não regionais do Banco Africano (BA) abordam hoje, 23, em Abidjan, questões ligadas a gestão e a sustentabilidade da dívida, as alterações climáticas e o crescimento verde, e a criação de um sistema de defesa de cuidados de saúde em África.

Uma nota de imprensa a que a Lusa teve acesso na véspera do início dos trabalhos, indica que no encontro, que decorre este ano em formato virtual, o presidente do banco, Akinwumi Adesina, disse que a recuperação económica do continente vai depender do acesso às vacinas contra a covid-19.

"África precisa de soluções para ajudar a navegar através destes tempos muito desafiantes devido à pandemia de covid-19", disse Adesina, vincando que "a recuperação económica vai depender do acesso às vacinas".

Os Encontros Anuais têm como tema “Construindo Economias Resilientes na África Pós-Covid” e vão fornecer uma plataforma para os governadores partilharem a experiência dos seus países na gestão da pandemia e nas medidas políticas que estão a implementar para reconstruir as economias, segundo a organização.

O BAD é uma entidade financeira multilateral vocacionada para financiar o desenvolvimento, cujos accionistas são os governos africanos e outros países não regionais, como por exemplo Portugal.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.875.359 mortos no mundo, resultantes de mais de 178,6 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Uma nota de imprensa a que a Lusa teve acesso na véspera do início dos trabalhos, indica que no encontro, que decorre este ano em formato virtual, o presidente do banco, Akinwumi Adesina, disse que a recuperação económica do continente vai depender do acesso às vacinas contra a covid-19.

"África precisa de soluções para ajudar a navegar através destes tempos muito desafiantes devido à pandemia de covid-19", disse Adesina, vincando que "a recuperação económica vai depender do acesso às vacinas".

Os Encontros Anuais têm como tema “Construindo Economias Resilientes na África Pós-Covid” e vão fornecer uma plataforma para os governadores partilharem a experiência dos seus países na gestão da pandemia e nas medidas políticas que estão a implementar para reconstruir as economias, segundo a organização.

O BAD é uma entidade financeira multilateral vocacionada para financiar o desenvolvimento, cujos accionistas são os governos africanos e outros países não regionais, como por exemplo Portugal.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.875.359 mortos no mundo, resultantes de mais de 178,6 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.