Covid-19: Mais de 800 mortes num único dia na África do Sul

  • Ilustração do  Covid-19
Pretoria - A pandemia de covid-19, que continua a enlutar sobremaneira as famílias sul-africanas, causou a perda de 806 vidas humanas nas últimas 24 horas.

As estatísticas sobre a doença na África do Sul agravam para 35.140 o total de mortes, o que significa que nas últimas  48 horas esta nação perdeu mil e 222 cidadãos por conta da covid-19.

O registo das fatalidades ocorreu nas províncias do Kwazulu-Natal com 235 mortos, Gauteng  211, Cabo Ocidental 151, Cabo Oriental 150, Estado Livre 24 óbitos, Limpopo 14, Mpumalanga 14 e Cabo Setentrional sete vítimas mortais.

O ministro da Saúde, Zweli Mkhize, deplorou os elevados números e em memória dos falecidos endereçou condolências à todas as famílias enlutadas. Dirigiu igualmente uma palavra de apreço aos profissionais de saúde.

Zweli Mkhize confirmou 18.555 novos contágios, o que totaliza hoje 1 milhão, 278 mil e 303 casos positivos no país. As recuperações, disse, atingiram 1.030.930 pessoas, representando uma taxa de 80,6%.

São contabilizados ainda 212.233 casos activos no território sul-africano. A testagem tem uma cobertura de sete milhões, 358 mil e 741 testes, dos quais 71.781 foram realizados desde o último balanço.

As estatísticas sobre a doença na África do Sul agravam para 35.140 o total de mortes, o que significa que nas últimas  48 horas esta nação perdeu mil e 222 cidadãos por conta da covid-19.

O registo das fatalidades ocorreu nas províncias do Kwazulu-Natal com 235 mortos, Gauteng  211, Cabo Ocidental 151, Cabo Oriental 150, Estado Livre 24 óbitos, Limpopo 14, Mpumalanga 14 e Cabo Setentrional sete vítimas mortais.

O ministro da Saúde, Zweli Mkhize, deplorou os elevados números e em memória dos falecidos endereçou condolências à todas as famílias enlutadas. Dirigiu igualmente uma palavra de apreço aos profissionais de saúde.

Zweli Mkhize confirmou 18.555 novos contágios, o que totaliza hoje 1 milhão, 278 mil e 303 casos positivos no país. As recuperações, disse, atingiram 1.030.930 pessoas, representando uma taxa de 80,6%.

São contabilizados ainda 212.233 casos activos no território sul-africano. A testagem tem uma cobertura de sete milhões, 358 mil e 741 testes, dos quais 71.781 foram realizados desde o último balanço.