Etiópia: Rebeldes do Tigre acusados de Matar civis

  • Mapa da Etiópia
Addis Abeba - Testemunhas oculares acusaram as Forças da Frente Popular de Libertação do Tigre (TPLF) de terem morto dezenas de pessoas na localidade de Kobo, Norte da Etiópia, noticiou sábado, 25, a Agencia de Imprensa Americana Associated Press (AP).

A AP citou uma testemunha ocular que afirmou ter contado 55 corpos quando fugia de Kobo, sua aldeia natal, na região de Amhara, Norte da Etiópia.

Uma outra testemunha disse que as forces da TPLF havia disparado contra 20 homens, enquanto outros indicaram que as forças rebeldes revistaram casas, massacrando homens e adolescentes.

As alegações intervem numa altura em que a TPLF consegue progredir no terreno.

Segundo as mesmas fontes, trata-se de uma tentativa dos insurgentes de pressionar o governo etiope a acabar com a guerra que já dura há 10 meses e levantar o estado de sítio imposto sobre a província do Tigre.

Balanços preliminares indicam que dezenas, até mesmo centenas de vítimas foram fuziladas em Kobo, reporta a AP, que recolheu testemuhas de dezenas de pessoas que estiveram em Kobo no momento dos acontecimentos, e proximosdas família vitmas.

Com efeito, tesmunhas oculares explicaram que a 09 de Setembro, os rebeldes tiveram vários combates com camponeses armados da mesma localidade.

 

A AP citou uma testemunha ocular que afirmou ter contado 55 corpos quando fugia de Kobo, sua aldeia natal, na região de Amhara, Norte da Etiópia.

Uma outra testemunha disse que as forces da TPLF havia disparado contra 20 homens, enquanto outros indicaram que as forças rebeldes revistaram casas, massacrando homens e adolescentes.

As alegações intervem numa altura em que a TPLF consegue progredir no terreno.

Segundo as mesmas fontes, trata-se de uma tentativa dos insurgentes de pressionar o governo etiope a acabar com a guerra que já dura há 10 meses e levantar o estado de sítio imposto sobre a província do Tigre.

Balanços preliminares indicam que dezenas, até mesmo centenas de vítimas foram fuziladas em Kobo, reporta a AP, que recolheu testemuhas de dezenas de pessoas que estiveram em Kobo no momento dos acontecimentos, e proximosdas família vitmas.

Com efeito, tesmunhas oculares explicaram que a 09 de Setembro, os rebeldes tiveram vários combates com camponeses armados da mesma localidade.