EUA preocupados com relatos de violência e irregularidades no Uganda

  • Bandeira da Republica do Uganda
Washington - O Departamento de Estado dos EUA manifestou-se "profundamente perturbado" com os relatos de violência e irregularidades em torno das eleições presidenciais no Uganda, em que Yoweri Museveni venceu um novo mandato.

"O povo do Uganda votou nas eleições nacionais multipartidárias a 14 de Janeiro, apesar de um ambiente de intimidação e medo", afirmou a porta-voz do departamento, Morgan Ortagus, num comunicado citado pela AFP.

"Estamos profundamente preocupados com os muitos relatos confiáveis de violência das forças de segurança durante o período pré-eleitoral e irregularidades eleitorais durante as votações", disse.

O Presidente ugandês Yoweri Museveni, no poder desde 1986, foi reeleito para um sexto mandato com 58,64 por cento dos votos, anunciou a comissão eleitoral no sábado.

O candidato da oposição à Presidência do Uganda Bobi Wine obteve 34,83por cento dos votos, segundo a comissão.

A taxa de afluência do acto eleitoral realizado na quinta-feira foi de 57,22 por cento, indicou a mesma entidade.

Na sexta-feira, e após a divulgação de dados parciais, Bobi Wine -- cujo nome verdadeiro é Robert Kyagulanyi - contestou os resultados eleitorais e denunciou "uma farsa completa".

"O povo do Uganda votou nas eleições nacionais multipartidárias a 14 de Janeiro, apesar de um ambiente de intimidação e medo", afirmou a porta-voz do departamento, Morgan Ortagus, num comunicado citado pela AFP.

"Estamos profundamente preocupados com os muitos relatos confiáveis de violência das forças de segurança durante o período pré-eleitoral e irregularidades eleitorais durante as votações", disse.

O Presidente ugandês Yoweri Museveni, no poder desde 1986, foi reeleito para um sexto mandato com 58,64 por cento dos votos, anunciou a comissão eleitoral no sábado.

O candidato da oposição à Presidência do Uganda Bobi Wine obteve 34,83por cento dos votos, segundo a comissão.

A taxa de afluência do acto eleitoral realizado na quinta-feira foi de 57,22 por cento, indicou a mesma entidade.

Na sexta-feira, e após a divulgação de dados parciais, Bobi Wine -- cujo nome verdadeiro é Robert Kyagulanyi - contestou os resultados eleitorais e denunciou "uma farsa completa".