Líbia aguarda pela chegada de doses de vacinas contra covid-19

Trípoli - A Líbia adquirirá 12 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, cujo primeiro lote chega em finais deste mês no país, segundo a PANA que cita fonte oficial.

Numa declaração à imprensa, sábado à noite, o presidente do Comité Científico e Consultivo de Luta contra o Coronavírus na Líbia, Khalifa Al-Baccouche, garantiu aos seus compatriotas a chegada iminente das vacinas e avançou que, para tal, contratos foram já assinados.

"Nós vamos brevemente receber cerca de 12 milhões de doses por lotes para prevenir o coronavírus. Contratos foram assinados com quatro empresas para importarmos as vacinas, enquanto o primeiro lote chegará em finais de Março próximo”, anunciou o presidente do Comité Científico e Consultivo de Luta contra o Coronavírus na Líbia.

Sublinhou nessa ocasião o atraso registado na disponibilização das mesmas, devido a medidas de fecho impostas pela União Europeia (UE).

Foi decidido que o Centro Nacional de Luta contra Doenças será encarregue das operações de vacinação graças à sua experiência neste domínio, e em cooperação com o Comité Consultivo Científico e o Ministério da Saúde.

Autoridades sanitárias líbias anunciaram o registo de 23 casos da nova cepa britânica do coronavírus, numa altura em que a pandemia continua a sua propagação com um total de casos confirmados de 133 mil 338, das quais 10 mil 919 activos, 120 mil 240 curados e dois mil 179 óbitos.

Numa declaração à imprensa, sábado à noite, o presidente do Comité Científico e Consultivo de Luta contra o Coronavírus na Líbia, Khalifa Al-Baccouche, garantiu aos seus compatriotas a chegada iminente das vacinas e avançou que, para tal, contratos foram já assinados.

"Nós vamos brevemente receber cerca de 12 milhões de doses por lotes para prevenir o coronavírus. Contratos foram assinados com quatro empresas para importarmos as vacinas, enquanto o primeiro lote chegará em finais de Março próximo”, anunciou o presidente do Comité Científico e Consultivo de Luta contra o Coronavírus na Líbia.

Sublinhou nessa ocasião o atraso registado na disponibilização das mesmas, devido a medidas de fecho impostas pela União Europeia (UE).

Foi decidido que o Centro Nacional de Luta contra Doenças será encarregue das operações de vacinação graças à sua experiência neste domínio, e em cooperação com o Comité Consultivo Científico e o Ministério da Saúde.

Autoridades sanitárias líbias anunciaram o registo de 23 casos da nova cepa britânica do coronavírus, numa altura em que a pandemia continua a sua propagação com um total de casos confirmados de 133 mil 338, das quais 10 mil 919 activos, 120 mil 240 curados e dois mil 179 óbitos.