Líbia recepciona terceiro lote de vacinas contra coronavírus

Tripoli - Um terceiro lote de 100 mil doses de vacina russa, Sputnik, contra a covid-19 chegou, sexta-feira, a Tripoli, anunciou o Governo líbio de Unidade Nacional.

"Este lote da vacina contra o coronavírus é o segundo do tipo Sputnik V, recebido no aeroporto internacional de Maitigua, nos arredores orientais de Trípoli", lê-se num comunicado do Governo, divulgado pela Panapresse.

Domingo último, um primeiro lote de 101 mil 250 doses de vacina Sputnik V tinha chegado a Trípoli, segundo a mesma fonte.

O segundo lote de vacinas chegou quinta-feira, via o Escritório da Organização Mundial de Saúde (OMS). Tata-se de 57 mil doses de vacina AstraZeneca, ou seja, o primeiro lote através do mecanismo COVAX, iniciativa da OMS para  a aquisição das mesmas no mundo inteiro.

Segundo o comunicado emitido sexta-feira, a campanha de vacinação começará nos próximos dias para grupos mais vulneráveis, tais como médicos em centros de isolamento para pacientes com coronavírus, bem como pessoal médico, idosos e pessoas com doenças crónicas.

O Governo líbio de Unidade Nacional apelou aos cidadãos para se registarem através do sistema da campanha nacional de vacinação contra o "coronavírus emergente" através do link "https://www.eservices.ly".

"Este lote da vacina contra o coronavírus é o segundo do tipo Sputnik V, recebido no aeroporto internacional de Maitigua, nos arredores orientais de Trípoli", lê-se num comunicado do Governo, divulgado pela Panapresse.

Domingo último, um primeiro lote de 101 mil 250 doses de vacina Sputnik V tinha chegado a Trípoli, segundo a mesma fonte.

O segundo lote de vacinas chegou quinta-feira, via o Escritório da Organização Mundial de Saúde (OMS). Tata-se de 57 mil doses de vacina AstraZeneca, ou seja, o primeiro lote através do mecanismo COVAX, iniciativa da OMS para  a aquisição das mesmas no mundo inteiro.

Segundo o comunicado emitido sexta-feira, a campanha de vacinação começará nos próximos dias para grupos mais vulneráveis, tais como médicos em centros de isolamento para pacientes com coronavírus, bem como pessoal médico, idosos e pessoas com doenças crónicas.

O Governo líbio de Unidade Nacional apelou aos cidadãos para se registarem através do sistema da campanha nacional de vacinação contra o "coronavírus emergente" através do link "https://www.eservices.ly".