Oito terroristas mortos em confrontos com Exército no Burkina Faso

  • Mapa Do Burkina Faso
Ouagadougou - Oito rebeldes foram mortos a tiro e três outros capturados, de 24 para 30 de Maio deste ano, em operações anti-terroristas no Burkina Faso, anunciou o Exército, segunda-feira à noite no seu relatório da semana.

Segundo o documento consultado pela PANA, a 28 de Maio de 2021, no quadro da execução das suas missões, o batalhão G5 do Sahel do Burkina Faso realizou uma missão de reconhecimento ofensiva na zona de TASMAKAT (província de Oudalan, norte).

Durante esta acção, cinco terroristas foram neutralizados, três suspeitos capturados foram entregues à Gendarmária para investigações e armamento e diversos materiais igualmente recuperados.

A 30 de Maio de 2021, uma unidade de intervenção do destacamento militar da KELBO foi desdobrada em Gasborle (centro-norte) para apoiar um grupo de Voluntários para a Defesa da Pátria (VDP) atacados por indivíduos armados.

"Operações de limpeza" foram realizadas para proteger a zona tendo as mesmas permitido neutralizar um assaltante.

Na mesma semana, na sequência de um ataque contra  populações de TIALBOANGA, na província de Tapoa (leste), acções similares foram levadas a cabo por unidades de intervenção dos VDP para a livrarem de assaltantes.

Estas operações permitiram neutralizar dois meliantes e recuperar suas armas.

O Exército ajudou igualmente na reinstalação de deslocados internos em algumas localidades e em missões de escolta do abastecimento para estruturas privadas na região oriental.

Segundo o documento consultado pela PANA, a 28 de Maio de 2021, no quadro da execução das suas missões, o batalhão G5 do Sahel do Burkina Faso realizou uma missão de reconhecimento ofensiva na zona de TASMAKAT (província de Oudalan, norte).

Durante esta acção, cinco terroristas foram neutralizados, três suspeitos capturados foram entregues à Gendarmária para investigações e armamento e diversos materiais igualmente recuperados.

A 30 de Maio de 2021, uma unidade de intervenção do destacamento militar da KELBO foi desdobrada em Gasborle (centro-norte) para apoiar um grupo de Voluntários para a Defesa da Pátria (VDP) atacados por indivíduos armados.

"Operações de limpeza" foram realizadas para proteger a zona tendo as mesmas permitido neutralizar um assaltante.

Na mesma semana, na sequência de um ataque contra  populações de TIALBOANGA, na província de Tapoa (leste), acções similares foram levadas a cabo por unidades de intervenção dos VDP para a livrarem de assaltantes.

Estas operações permitiram neutralizar dois meliantes e recuperar suas armas.

O Exército ajudou igualmente na reinstalação de deslocados internos em algumas localidades e em missões de escolta do abastecimento para estruturas privadas na região oriental.