Ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde pede demissão

  • Cabo Verde
Praia - O ministro dos Negócios Estrangeiros e ministro da Defesa de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, pediu hoje a demissão dos cargos ao primeiro-ministro, que a aceitou, segundo uma nota do Governo enviada à Lusa.

A nota, sem avançar qualquer motivo oficial para a saída, a três meses da realização de eleições legislativas, refere que o primeiro-ministro "aceitou e apresentará, na sequência", ao Presidente da República, "o nome do novo ministro dos Negócios Estrangeiros e ministro da Defesa".

"O Governo agradece a dedicação e o espírito de missão demonstrado pelo Dr. Luís Filipe Tavares durante o período em que esteve a desempenhar os elevados cargos governativos", concluiu-se na nota.

A demissão ocorre no mesmo dia em que o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, marcou a data das eleições legislativas para 18 de Abril e das presidenciais para 17 de Outubro.

A nota, sem avançar qualquer motivo oficial para a saída, a três meses da realização de eleições legislativas, refere que o primeiro-ministro "aceitou e apresentará, na sequência", ao Presidente da República, "o nome do novo ministro dos Negócios Estrangeiros e ministro da Defesa".

"O Governo agradece a dedicação e o espírito de missão demonstrado pelo Dr. Luís Filipe Tavares durante o período em que esteve a desempenhar os elevados cargos governativos", concluiu-se na nota.

A demissão ocorre no mesmo dia em que o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, marcou a data das eleições legislativas para 18 de Abril e das presidenciais para 17 de Outubro.