Moçambicano de 63 anos detido na África do Sul com 136 quilos de heroína

Maputo - Um cidadão moçambicano de 63 anos compareceu hoje no tribunal de Komatipoort, junto à fronteira com Moçambique, onde foi preso na posse de 136 quilogramas de heroína, disse à Lusa fonte da polícia sul-africana.

O porta-voz da Polícia da África do Sul (SAPS, na sigla em inglês) na província de Mpumalanga, Leonard Hlathi, adiantou que um juiz do tribunal de Komatipoort decidiu adiar para 17 de Maio a audiência do caso de tráfico de droga.

Além da heroína, o suspeito transportava também cerca de 20 quilogramas de metanfetaminas quando foi preso, na manhã de terça-feira, no posto de fronteira de Lebombo, nordeste do país, junto a Moçambique, quando viajava do país vizinho para a África do Sul, explicou o porta-voz da polícia sul-africana.

"Os agentes da polícia, juntamente com funcionários da alfândega, encontraram cerca de 136 quilogramas de heroína e 19 quilogramas de metanfetamina de cristal numa carrinha Toyota de cabine dupla, de cor branca, durante as buscas", adiantou.

"Estima-se que o valor total da droga ronde os 32 milhões de rands (1,9 milhões de euros)", frisou o porta-voz da SAPS, Leonard Hlathi.

Na sexta-feira, a Polícia sul-africana anunciou a apreensão de 672 cápsulas de heroína, em Durban, província litoral do KwaZulu-Natal, também vizinha de Moçambique, onde detiveram dois indivíduos de 19 e 32 anos por tráfico de droga, que se encontravam também na posse de 119 pedras de cocaína no valor total estimado em 32.060 rands (1.870 euros).

Em 10 de Setembro do ano passado, a polícia sul-africana em Richards Bay, norte da província do KwaZulu-Natal, apreendeu 342,5 quilogramas de heroína no valor de 87,5 milhões de rands (4,4 milhões de euros) proveniente de Moçambique, anunciou a força policial sul-africana.

O porta-voz da Polícia da África do Sul (SAPS, na sigla em inglês) na província de Mpumalanga, Leonard Hlathi, adiantou que um juiz do tribunal de Komatipoort decidiu adiar para 17 de Maio a audiência do caso de tráfico de droga.

Além da heroína, o suspeito transportava também cerca de 20 quilogramas de metanfetaminas quando foi preso, na manhã de terça-feira, no posto de fronteira de Lebombo, nordeste do país, junto a Moçambique, quando viajava do país vizinho para a África do Sul, explicou o porta-voz da polícia sul-africana.

"Os agentes da polícia, juntamente com funcionários da alfândega, encontraram cerca de 136 quilogramas de heroína e 19 quilogramas de metanfetamina de cristal numa carrinha Toyota de cabine dupla, de cor branca, durante as buscas", adiantou.

"Estima-se que o valor total da droga ronde os 32 milhões de rands (1,9 milhões de euros)", frisou o porta-voz da SAPS, Leonard Hlathi.

Na sexta-feira, a Polícia sul-africana anunciou a apreensão de 672 cápsulas de heroína, em Durban, província litoral do KwaZulu-Natal, também vizinha de Moçambique, onde detiveram dois indivíduos de 19 e 32 anos por tráfico de droga, que se encontravam também na posse de 119 pedras de cocaína no valor total estimado em 32.060 rands (1.870 euros).

Em 10 de Setembro do ano passado, a polícia sul-africana em Richards Bay, norte da província do KwaZulu-Natal, apreendeu 342,5 quilogramas de heroína no valor de 87,5 milhões de rands (4,4 milhões de euros) proveniente de Moçambique, anunciou a força policial sul-africana.