Novos casos em África atingem quase o dobro dos recuperados em 24 horas

  • Pacientes de Covid-19 em tratamento no km29
Addis Abeba - Mais 416 mortes associadas à covid-19 foram registadas em África nas últimas 24 horas, com o número de novos casos a ser praticamente o dobro dos doentes recuperados, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de mortes no continente desde o início da pandemia é agora 136.446.

Nas últimas 24 horas registaram-se 29.357 novos casos, num total de 5.138.245 infectados, enquanto os recuperados da doença foram 15.084, dos 4.573.516 contabilizados.

A África Austral continua a ser a região mais afectada do continente, com 2.258.831 casos e 67.403 óbitos associados à covid-19. Nesta região encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que contabiliza 1.786.079 casos e 58.323 mortes.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da covid-19, atingiu hoje 1.523.996 infectados com o vírus SARS-CoV-2 e 46.212 mortes associadas à doença.

A África Oriental contabiliza 689.932 infecções e 13.543 mortos, e a região da África Ocidental regista 479.654 casos de infecção e 6.357 mortes. A África Central é a que regista menos casos de infecção e de mortes: 185.832 e 2.931, respectivamente.

O Egipto, segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 15.760 mortes e 275.601 infectados, seguindo-se a Tunísia, com 13.792 óbitos e 376.691 casos, enquanto Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 525.443 casos, regista 9.225 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afectados estão também a Etiópia, com 4.262 vítimas mortais e 274.775 infecções, e a Argélia, com 3.736 óbitos e 134.840 infectados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Angola contabiliza 851 mortes associadas à doença e 37.289 infectados acumulados desde o início da pandemia. Moçambique regista 844 óbitos e um total de 71.929 casos de infecção acumulados.

Entre os restantes países africanos com língua oficial portuguesa, Cabo Verde regista 280 mortes associadas à doença e 31.858 casos de infecção, a Guiné Equatorial 120 óbitos e 8.680 casos, a Guiné-Bissau contabiliza 69 mortos e 3.819 casos e São Tomé e Príncipe 37 mortos e 2.354 casos de infecção.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egipto, a 14 de Fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsahariana a registar casos de infecção, a 28 de Fevereiro.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de mortes no continente desde o início da pandemia é agora 136.446.

Nas últimas 24 horas registaram-se 29.357 novos casos, num total de 5.138.245 infectados, enquanto os recuperados da doença foram 15.084, dos 4.573.516 contabilizados.

A África Austral continua a ser a região mais afectada do continente, com 2.258.831 casos e 67.403 óbitos associados à covid-19. Nesta região encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que contabiliza 1.786.079 casos e 58.323 mortes.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da covid-19, atingiu hoje 1.523.996 infectados com o vírus SARS-CoV-2 e 46.212 mortes associadas à doença.

A África Oriental contabiliza 689.932 infecções e 13.543 mortos, e a região da África Ocidental regista 479.654 casos de infecção e 6.357 mortes. A África Central é a que regista menos casos de infecção e de mortes: 185.832 e 2.931, respectivamente.

O Egipto, segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 15.760 mortes e 275.601 infectados, seguindo-se a Tunísia, com 13.792 óbitos e 376.691 casos, enquanto Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 525.443 casos, regista 9.225 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afectados estão também a Etiópia, com 4.262 vítimas mortais e 274.775 infecções, e a Argélia, com 3.736 óbitos e 134.840 infectados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Angola contabiliza 851 mortes associadas à doença e 37.289 infectados acumulados desde o início da pandemia. Moçambique regista 844 óbitos e um total de 71.929 casos de infecção acumulados.

Entre os restantes países africanos com língua oficial portuguesa, Cabo Verde regista 280 mortes associadas à doença e 31.858 casos de infecção, a Guiné Equatorial 120 óbitos e 8.680 casos, a Guiné-Bissau contabiliza 69 mortos e 3.819 casos e São Tomé e Príncipe 37 mortos e 2.354 casos de infecção.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egipto, a 14 de Fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsahariana a registar casos de infecção, a 28 de Fevereiro.