Opositor ugandês detido em protesto contra detenção de apoiantes

  • Bandeira da Republica do Uganda
Kampala - O opositor ugandês Bobi Wine foi hoje detido quando dirigia um protesto na capital do país, Kampala, contra a detenção de alguns dos seus apoiantes, noticiou a imprensa.

O jornal Daily Monitor publicou uma fotografia do momento em que Bobi Wine foi levado pela polícia enquanto empunhava um cartaz dizendo: "devolvam-nos o nosso povo".

O opositor protestava contra a detenção de muitos dos seus apoiantes antes, durante e após as eleições presidenciais de Janeiro, nas quais desafiou o líder de longa data Yoweri Museveni.

A eleição foi ganha por Museveni, mas Bobi Wine contestou os resultados oficiais, dizendo que são fraudulentos e que ele ganhou efectivamente a eleição.

As autoridades acusam Wine, um cantor que na verdade se chama Kyagulanyi Ssentamu, de tentar liderar protestos violentos que poderiam causar a queda do Governo de Museveni, mas o opositor garante que está a liderar um movimento não violento.

O jornal Daily Monitor publicou uma fotografia do momento em que Bobi Wine foi levado pela polícia enquanto empunhava um cartaz dizendo: "devolvam-nos o nosso povo".

O opositor protestava contra a detenção de muitos dos seus apoiantes antes, durante e após as eleições presidenciais de Janeiro, nas quais desafiou o líder de longa data Yoweri Museveni.

A eleição foi ganha por Museveni, mas Bobi Wine contestou os resultados oficiais, dizendo que são fraudulentos e que ele ganhou efectivamente a eleição.

As autoridades acusam Wine, um cantor que na verdade se chama Kyagulanyi Ssentamu, de tentar liderar protestos violentos que poderiam causar a queda do Governo de Museveni, mas o opositor garante que está a liderar um movimento não violento.