Nobel de Literatura atribuído ao tanzaniano Abdulrazak Gumah

  • Símbolo do Prémio Nobel
Estocolmo - O escritor tanzaniano Abdulrazak Gurnah venceu o Prémio Nobel da Literatura de 2021.

Um comunicado publicado no site Internet do Prémio Nobel indica que “a Academia Sueca decidiu atribuir o Prémio Nobel da Literatura de 2021 a Abdulrazak Gurnah pela sua narração enfática e sem compromisso dos efeitos do colonialismo e destino dos refugiados presos entre as culturas e os continentes”.

Abdulrazak Gurnah nasceu, em 1948, e cresceu na ilha de Zanzibar, no Oceano Índico. Ele chegou a Londres (Inglaterra) enquanto refugiado, nos anos 1960.

É autor de 10 romances e de vários contos.

Um comunicado publicado no site Internet do Prémio Nobel indica que “a Academia Sueca decidiu atribuir o Prémio Nobel da Literatura de 2021 a Abdulrazak Gurnah pela sua narração enfática e sem compromisso dos efeitos do colonialismo e destino dos refugiados presos entre as culturas e os continentes”.

Abdulrazak Gurnah nasceu, em 1948, e cresceu na ilha de Zanzibar, no Oceano Índico. Ele chegou a Londres (Inglaterra) enquanto refugiado, nos anos 1960.

É autor de 10 romances e de vários contos.