RDC: Mais de 20 mortos em descarrilamento de comboio

  • Descarrilamento de comboio (Foto arquivo)
Kinshasa – Vinte e cinco pessoas morreram no descarrilamento de um comboio de mercadorias na segunda-feira, no sudeste da República Democrática do Congo (RDC), disseram esta terça-feira fontes oficiais, citadas pela Efe.

De acordo com a agência de notícias espanhola Efe, o acidente ocorreu perto da cidade de Kanzenze, na província congolesa de Lualaba, e a maioria das vítimas eram pessoas que viajavam clandestinamente no comboio.

"Temos até agora 25 pessoas mortas no hospital de referência de Kanzenze. São clandestinos (viajantes) que encontraram um buraco no comboio, que transportava minerais em nome da empresa mineira Tenge Fungurume", disse o ministro provincial da Saúde e dos Transportes, Jules Kabuiti, citado Efe.

Jules Kabuiti acrescentou que o mau estado das linhas poderá ter sido a causa do acidente, tal como acontece na maioria dos desastres ferroviários no país.

No início de Setembro, pelo menos 21 pessoas morreram, entre as quais quatro crianças, também vítimas do descarrilamento de um comboio de mercadorias no nordeste da RDC. As autoridades provinciais acreditam que a sobrecarga do comboio possa estar na origem do descarrilamento assim como a chuva forte que caía. Foi aberta uma investigação para precisar a causa. 

Em Setembro de 2019 ocorreu também um descarrilamento similar, na localidade de Mayibardi, no sudeste, que causou 50 mortos.

De acordo com a agência de notícias espanhola Efe, o acidente ocorreu perto da cidade de Kanzenze, na província congolesa de Lualaba, e a maioria das vítimas eram pessoas que viajavam clandestinamente no comboio.

"Temos até agora 25 pessoas mortas no hospital de referência de Kanzenze. São clandestinos (viajantes) que encontraram um buraco no comboio, que transportava minerais em nome da empresa mineira Tenge Fungurume", disse o ministro provincial da Saúde e dos Transportes, Jules Kabuiti, citado Efe.

Jules Kabuiti acrescentou que o mau estado das linhas poderá ter sido a causa do acidente, tal como acontece na maioria dos desastres ferroviários no país.

No início de Setembro, pelo menos 21 pessoas morreram, entre as quais quatro crianças, também vítimas do descarrilamento de um comboio de mercadorias no nordeste da RDC. As autoridades provinciais acreditam que a sobrecarga do comboio possa estar na origem do descarrilamento assim como a chuva forte que caía. Foi aberta uma investigação para precisar a causa. 

Em Setembro de 2019 ocorreu também um descarrilamento similar, na localidade de Mayibardi, no sudeste, que causou 50 mortos.