RDC: Quatro soldados condenados a prisão perpétua por homicídio de civis

Kinshasa - Quatro soldados da República Democrática do Congo (RDC) foram condenados a prisão perpétua e outros dois receberam uma pena de 20 anos de prisão pelo homicídio de cinco pessoas no Kivu do Sul, no leste do país.

De acordo com o porta-voz do exército desta província congolesa, as sentenças foram proferidas pelo tribunal militar e referem-se aos homicídios de quatro homens e uma mulher, no final de Junho.

Na altura, o presidente da câmara acusou os soldados de terem disparado contra civis que regressavam do mercado.

O exército negou a responsabilidade dos soldados, acrescentando que foram antes eles que foram vítimas de violência nesta cidade, onde "o inimigo se esconde entre a população", disse então o seu porta-voz, citado pelo RTP Notícias.

De acordo com o porta-voz do exército desta província congolesa, as sentenças foram proferidas pelo tribunal militar e referem-se aos homicídios de quatro homens e uma mulher, no final de Junho.

Na altura, o presidente da câmara acusou os soldados de terem disparado contra civis que regressavam do mercado.

O exército negou a responsabilidade dos soldados, acrescentando que foram antes eles que foram vítimas de violência nesta cidade, onde "o inimigo se esconde entre a população", disse então o seu porta-voz, citado pelo RTP Notícias.