São Tomé e Príncipe: Termina hoje campanha das eleiçoes presidenciais

  • Mapa de Sao Tomé e Príncipe
S.Tomé - A campanha para as presidenciais em São Tomé e Príncipe termina hoje (sexta-feira), naquela que foi a eleição mais concorrida de sempre, com 19 candidatos, e marcada por alertas do Presidente cessante contra a compra de votos (banho'.

Ao longo das duas semanas, as acções de campanha tiveram algumas limitações devido à pandemia de covid-19, nomeadamente a proibição de realização de comícios e obrigação de distanciamento social nas “passeatas”, regras nem sempre cumpridas por candidatos e militantes.

No início da semana, o Presidente da República cessante, Evaristo Carvalho, advertiu contra o chamado 'banho', a prática de dar dinheiro em troca de votos, criticando a "exploração da pobreza do cidadão".

"Explorar a pobreza do cidadão para beneficiar do seu voto é imoral e indecoroso", sublinhou Evaristo Carvalho.

As eleições de domingo terão quatro missões de observação, da União Africana, Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Estados Unidos da América e Japão.

Um total de 123.302 eleitores estão recenseados para este ato eleitoral, dos quais 14.693 na diáspora (7.378 em Portugal).

 

 

Ao longo das duas semanas, as acções de campanha tiveram algumas limitações devido à pandemia de covid-19, nomeadamente a proibição de realização de comícios e obrigação de distanciamento social nas “passeatas”, regras nem sempre cumpridas por candidatos e militantes.

No início da semana, o Presidente da República cessante, Evaristo Carvalho, advertiu contra o chamado 'banho', a prática de dar dinheiro em troca de votos, criticando a "exploração da pobreza do cidadão".

"Explorar a pobreza do cidadão para beneficiar do seu voto é imoral e indecoroso", sublinhou Evaristo Carvalho.

As eleições de domingo terão quatro missões de observação, da União Africana, Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Estados Unidos da América e Japão.

Um total de 123.302 eleitores estão recenseados para este ato eleitoral, dos quais 14.693 na diáspora (7.378 em Portugal).