Trabalhadores do aeroporto de Bissau suspendem greve

  • Bandeira da Guiné Bissau
Bissau - Os trabalhadores do aeroporto internacional da Guiné-Bissau suspenderam a greve hoje iniciada, depois de terem chegado a acordo com a administração, disse a vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Serviços de Assistência Aeroportuária.

Segundo Miriam Pereira, a greve foi suspensa após negociações entre o sindicato e a administração da empresa pública de Serviços de Assistência Aeroportuária.

A dirigente sindical informou que a reunião permitiu um acordo que passa pelo pagamento de dois meses de salários em atraso hoje, outro na segunda-feira e três a 21 de Dezembro.

Os trabalhadores iniciaram hoje uma greve para reivindicar o pagamento de seis meses de salários em atraso.

"Estas condições satisfazem as exigências dos trabalhadores e, por isso, decidiram levantar a greve", afirmou Miriam Pereira.

A vice-presidente do sindicato disse também que o voo da Asky, que liga Bissau a Dakar, Senegal, e que deveria ter saído às 06:00 locais já estava a receber assistência.

Segundo Miriam Pereira, a greve foi suspensa após negociações entre o sindicato e a administração da empresa pública de Serviços de Assistência Aeroportuária.

A dirigente sindical informou que a reunião permitiu um acordo que passa pelo pagamento de dois meses de salários em atraso hoje, outro na segunda-feira e três a 21 de Dezembro.

Os trabalhadores iniciaram hoje uma greve para reivindicar o pagamento de seis meses de salários em atraso.

"Estas condições satisfazem as exigências dos trabalhadores e, por isso, decidiram levantar a greve", afirmou Miriam Pereira.

A vice-presidente do sindicato disse também que o voo da Asky, que liga Bissau a Dakar, Senegal, e que deveria ter saído às 06:00 locais já estava a receber assistência.