Três mortos em ataques no norte da capital ivoiriense

Ouagadougou, Burkina Faso - Pelo menos três assaltantes morreram terça-feira à noite, num ataque perpetrado contra duas posições do Exército ivoiriense, no norte da capital económica, Abidjan, soube a PANA de fonte de segurança burkinabe.

De acordo com a mesma fonte, as forças de defesa e segurança ivoirienses ripostaram e neutralizaram pelo menos três assaltantes e feriram um outro.
As autoridades ivoirienses ainda não reagiram oficialmente a este ataque que fez igualmente um ferido do lado do Exército, de acordo com a fonte contactada pela PANA.


A Côte d’Ivoire, vizinha do Burkina Faso e do Mali, dois países expostos aos ataques terroristas, está cada vez mais sob a ameaça do mesmo fenómeno.
Em meados de abril, uma mina explodiu após a passagem de um veículo de ligação da Gendarmaria Nacional ivoiriense sem fazer vítimas, no troço Petit Nassian-Kafolo (norte), localidade fronteiriça com o Burkina Faso.


O mesmo troço já registou pelo menos três ataques terroristas de em menos de dois anos.


A 13 de Março de 2016, um ataque reivindicado pela Qaeda no Magrebe Islâmico fez 19 mortos, dos quais três soldados das forças ivorienses na estação balnear ivoiriense de Grand-Bassam, em Abidjan.


À noite de 10 para 11 de Junho de 2020, um posto misto Exército-Gendarmaria, em Kafolo (norte) foi objecto de um ataque em  que foram mortos 12 militares e um gendarme ivoirienses, lembre-se.

 

De acordo com a mesma fonte, as forças de defesa e segurança ivoirienses ripostaram e neutralizaram pelo menos três assaltantes e feriram um outro.
As autoridades ivoirienses ainda não reagiram oficialmente a este ataque que fez igualmente um ferido do lado do Exército, de acordo com a fonte contactada pela PANA.


A Côte d’Ivoire, vizinha do Burkina Faso e do Mali, dois países expostos aos ataques terroristas, está cada vez mais sob a ameaça do mesmo fenómeno.
Em meados de abril, uma mina explodiu após a passagem de um veículo de ligação da Gendarmaria Nacional ivoiriense sem fazer vítimas, no troço Petit Nassian-Kafolo (norte), localidade fronteiriça com o Burkina Faso.


O mesmo troço já registou pelo menos três ataques terroristas de em menos de dois anos.


A 13 de Março de 2016, um ataque reivindicado pela Qaeda no Magrebe Islâmico fez 19 mortos, dos quais três soldados das forças ivorienses na estação balnear ivoiriense de Grand-Bassam, em Abidjan.


À noite de 10 para 11 de Junho de 2020, um posto misto Exército-Gendarmaria, em Kafolo (norte) foi objecto de um ataque em  que foram mortos 12 militares e um gendarme ivoirienses, lembre-se.