Tunísia assinala 43 novos óbitos ligados ao coronavírus

Túnis - O Ministério tunisino da Saúde anunciou, num comunicado na sexta-feira, o registo, em 24 horas, de 43 novos óbitos relacionados com o coronavírus, elevando o total a nove mil 179, desde o início da pandemia em Março de 2020.

A Tunísia registou igualmente dois mil 10 novas infecções confirmadas, na sequência de testes laboratoriais realizados numa amostra de sete mil 858 casos suspeitos, segundo a mesma fonte.

Reagindo a esta situação, a ex-ministra tunisina da Saúde Samira Meraï, criticou a falta de antecipação na tomada de decisões e medidas para se enfrentar a propagação do coronavírus pelo Governo.

Num comunicado de imprensa publicado sexta-feira, ela notou erros na tomada de medidas e uma falta de rigor na aplicação das mesmas.

A flexibilização das medidas em Fevereiro último foi um erro cometido precisamente quando a variante britânica começava a propagar, disse.

Culpou o Governo pela falta de rigor na fiscalização e aplicação das medidas de protecção, criticando ao mesmo tempo a negligência, por parte da população, na luta contra com o vírus mortal.

A Tunísia registou igualmente dois mil 10 novas infecções confirmadas, na sequência de testes laboratoriais realizados numa amostra de sete mil 858 casos suspeitos, segundo a mesma fonte.

Reagindo a esta situação, a ex-ministra tunisina da Saúde Samira Meraï, criticou a falta de antecipação na tomada de decisões e medidas para se enfrentar a propagação do coronavírus pelo Governo.

Num comunicado de imprensa publicado sexta-feira, ela notou erros na tomada de medidas e uma falta de rigor na aplicação das mesmas.

A flexibilização das medidas em Fevereiro último foi um erro cometido precisamente quando a variante britânica começava a propagar, disse.

Culpou o Governo pela falta de rigor na fiscalização e aplicação das medidas de protecção, criticando ao mesmo tempo a negligência, por parte da população, na luta contra com o vírus mortal.