Tunísia diz-se atenta aos acontecimentos no Tchad

Túnis - A Tunísia segue atentamente a evolução dos acontecimentos no Tchad, na sequência da morte do Presidente Idriss Déby Itno, declarou o Ministério tunisino dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Num comunicado distribuído, em Tunes, o MNE reafirma a adesão da Tunísia aos padrões da democracia e a sua “rejeição categórica da violência em todas as suas formas".  

 O Exército tchadiano anunciou terça-feira, numa declaração transmitida pela televisão estatal, que o Presidente Idriss Déby sucumbiu aos seus ferimentos contraídos no campo de batalha, quando inspeccionava as forças que combatem os rebeldes no norte do país.

"A Tunísia expressa a esperança de que a situação actual seja ultrapassada de forma a preservar a segurança e estabilidade do Tchad e de toda a região", acrescentou a mesma fonte.

Na nota, o Governo tunisino apresentou os seus pêsames às famílias do falecido Presidente e a todo o povo tchadiano.

Num comunicado distribuído, em Tunes, o MNE reafirma a adesão da Tunísia aos padrões da democracia e a sua “rejeição categórica da violência em todas as suas formas".  

 O Exército tchadiano anunciou terça-feira, numa declaração transmitida pela televisão estatal, que o Presidente Idriss Déby sucumbiu aos seus ferimentos contraídos no campo de batalha, quando inspeccionava as forças que combatem os rebeldes no norte do país.

"A Tunísia expressa a esperança de que a situação actual seja ultrapassada de forma a preservar a segurança e estabilidade do Tchad e de toda a região", acrescentou a mesma fonte.

Na nota, o Governo tunisino apresentou os seus pêsames às famílias do falecido Presidente e a todo o povo tchadiano.