Mais de 26 mil famílias serão enquadradas na campanha agrícola

Caxito – Vinte e seis mil 972 famílias camponesas (mais duas mil comparativamente a campanha anterior) serão envolvidas na campanha agrícola 2020/2021 na província do Bengo, que será aberta na próxima semana no município do Dande.

Durante a campanha, que será aberta na cooperativa CAMU, na comuna do Úcua, prevê-se a produção de um milhão 282 mil 659,57 toneladas de produtos diversos, cifra superior a um milhão e 32 mil toneladas da safra anterior.

Na base deste aumento está a integração de cinco brigadas de mecanização agrícola (compostas por 50 tractores) que estão a facilitar o trabalho nas  áreas  de cultivo.

Em declarações à imprensa, o director provincial da Agricultura e Pescas do Bengo, Faustino Ngonga, disse estarem preparados cem hectares, 13 toneladas de sementes diversas e 80 toneladas de fertilizantes para a campanha agrícola 2020/2021.

O sector da agricultura controla 118  cooperativas  e 155 associações de camponeses.

Na província do Bengo 90 por cento da produção agrícola é proveniente do sector familiar.

Programa de Desenvolvimento da Avicultura Familiar  

Lançado em Setembro deste ano para ajudar a melhorar a dieta alimentar e segurança alimentar, bem como aumentar a produtividade avícola, o programa de fomento de produção de aves de corte e poedeiras beneficiou já quatrocentas das mil famílias previstas, que receberam seis mil aves (pintos).

Dande, Bula Atumba e Dembos foram os municípios beneficiados, sendo que na segunda fase serão abrangidas as regiões do Ambriz, Nambuangongo e Pango Aluquém.

Quanto ao sub-programa de fomento da produção de gado bovino, o director da Agricultura disse que foi suspenso temporariamente, mas a nível da província estão a ser seleccionados os candidatos do sector empresarial e do familiar com base nos termos de referência.

A implementação do sub-programa de fomento da produção bovina de corte e leite vai permitir o aumento significativo das nove mil e 700 cabeças de gado bovino controlados na província do Bengo.

A província tem cadastradas 118 cooperativas agro-pecuárias e condições favoráveis para o bom pasto, o que permitirá a implementação do sub-programa de produção bovina de corte e leite com sucesso.

Durante a campanha, que será aberta na cooperativa CAMU, na comuna do Úcua, prevê-se a produção de um milhão 282 mil 659,57 toneladas de produtos diversos, cifra superior a um milhão e 32 mil toneladas da safra anterior.

Na base deste aumento está a integração de cinco brigadas de mecanização agrícola (compostas por 50 tractores) que estão a facilitar o trabalho nas  áreas  de cultivo.

Em declarações à imprensa, o director provincial da Agricultura e Pescas do Bengo, Faustino Ngonga, disse estarem preparados cem hectares, 13 toneladas de sementes diversas e 80 toneladas de fertilizantes para a campanha agrícola 2020/2021.

O sector da agricultura controla 118  cooperativas  e 155 associações de camponeses.

Na província do Bengo 90 por cento da produção agrícola é proveniente do sector familiar.

Programa de Desenvolvimento da Avicultura Familiar  

Lançado em Setembro deste ano para ajudar a melhorar a dieta alimentar e segurança alimentar, bem como aumentar a produtividade avícola, o programa de fomento de produção de aves de corte e poedeiras beneficiou já quatrocentas das mil famílias previstas, que receberam seis mil aves (pintos).

Dande, Bula Atumba e Dembos foram os municípios beneficiados, sendo que na segunda fase serão abrangidas as regiões do Ambriz, Nambuangongo e Pango Aluquém.

Quanto ao sub-programa de fomento da produção de gado bovino, o director da Agricultura disse que foi suspenso temporariamente, mas a nível da província estão a ser seleccionados os candidatos do sector empresarial e do familiar com base nos termos de referência.

A implementação do sub-programa de fomento da produção bovina de corte e leite vai permitir o aumento significativo das nove mil e 700 cabeças de gado bovino controlados na província do Bengo.

A província tem cadastradas 118 cooperativas agro-pecuárias e condições favoráveis para o bom pasto, o que permitirá a implementação do sub-programa de produção bovina de corte e leite com sucesso.