BM disponibiliza mais de Akz 43 milhões para agricultura

  • Investimento agro-industrial vai promover desenvolvimento da região leste do País
Ucuma – Quarenta e três milhões, 183 mil e 437 Kwanzas foram disponibilizados, esta sexta-feira, pelo Banco Mundial, a 190 escolas de campo da província do Huambo, para o aumento da produção e diversificação das culturas.

A entrega simbólica dos valores aos beneficiários decorreu no município do Ucuma, no âmbito do Projecto de Agricultura Familiar e Comercialização (Mosap II), executado pelo Ministério da Agricultura, através do IDA (Instituto de Desenvolvimento Agrário).

Trata-se de escolas de campo implementadas em quatro dos 11 municípios da província do Huambo: Chicala-Cholohanga, Chinjenje, Longonjo e Ucuma, que receberam, cada um delas, 227 mil Kwanzas, para o fortalecimento das competências técnicas e económico-sociais.

As escolas de campo são espaços de capacitação dos pequenos agricultores sobre práticas melhoradas de cultivo, tecnologia agrícola moderna, melhoria da fertilidade dos solos e da gestão integrada dos nutrientes, gestão de negócios, entre outros aspectos.

Na ocasião, o administrador do município do Ucuma, Hermenegildo Chilemo Raul, referiu tratar-se de uma iniciativa bastante louvável, por aumentar a autonomia financeira da escolas de campo e, por via disso, elevarem os níveis de produção agrícola.

Este apoio financeiro, segundo o responsável, vai fazer com que as famílias camponesas consigam comprar mais insumos agrícolas e material didáctico, para a sua capacitação sobre as práticas melhoradas da agricultura e outros temas.

Por sua vez, o chefe do departamento do IDA na província do Huambo, Victorino Chonguela, disse que a projecto visa, sobretudo, valorizar a produção familiar, para o alcance da auto-suficiência alimentar e combate à pobreza.

Disse que as 190 escolas de campo, num universo de quatro mil e 725 pequenos camponeses, encontram neste financiamento do Banco Mundial a oportunidade para diversificar as suas culturas.

A entrega simbólica dos valores aos beneficiários decorreu no município do Ucuma, no âmbito do Projecto de Agricultura Familiar e Comercialização (Mosap II), executado pelo Ministério da Agricultura, através do IDA (Instituto de Desenvolvimento Agrário).

Trata-se de escolas de campo implementadas em quatro dos 11 municípios da província do Huambo: Chicala-Cholohanga, Chinjenje, Longonjo e Ucuma, que receberam, cada um delas, 227 mil Kwanzas, para o fortalecimento das competências técnicas e económico-sociais.

As escolas de campo são espaços de capacitação dos pequenos agricultores sobre práticas melhoradas de cultivo, tecnologia agrícola moderna, melhoria da fertilidade dos solos e da gestão integrada dos nutrientes, gestão de negócios, entre outros aspectos.

Na ocasião, o administrador do município do Ucuma, Hermenegildo Chilemo Raul, referiu tratar-se de uma iniciativa bastante louvável, por aumentar a autonomia financeira da escolas de campo e, por via disso, elevarem os níveis de produção agrícola.

Este apoio financeiro, segundo o responsável, vai fazer com que as famílias camponesas consigam comprar mais insumos agrícolas e material didáctico, para a sua capacitação sobre as práticas melhoradas da agricultura e outros temas.

Por sua vez, o chefe do departamento do IDA na província do Huambo, Victorino Chonguela, disse que a projecto visa, sobretudo, valorizar a produção familiar, para o alcance da auto-suficiência alimentar e combate à pobreza.

Disse que as 190 escolas de campo, num universo de quatro mil e 725 pequenos camponeses, encontram neste financiamento do Banco Mundial a oportunidade para diversificar as suas culturas.