Camponeses recebem sementes para agricultura no Cunene

  • Distribuição de sementes e ferramentas de lavoura aos camponeses
Ondjiva – Noventa e nove mil e 99 famílias camponesas, inscritas em 150 cooperativas na província do Cunene, estão a beneficiar de sementes do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), visando o fomento da produção durante a campanha 2020/2021.

O IDA possui 620 mil toneladas de sementes de massango, massambala, milho, feijão, hortícolas e batata-doce.

Os agricultores estão igualmente a receber 340 mil toneladas de adubos, 15 mil de sulfato de amónio, 15 mil de ureia e dez litros de pesticidas.

Entre os meios à disposição dos produtores fazem igualmente parte  300 charruas, 80 pulverizadores de dorsos, oito motos cultivadoras, 14 sistemas de irrigação gota-gota e por aspersão.

Em declarações hoje, segunda-feira, à ANGOP, a chefe do IDA no Cunene, Anita Esperança, disse que este ano estão preparados para lavoura 310 mil hectares, dos quais 186 mil com tracção animal, 93 mil manual e 31 mil mecanizada.

A responsável fez saber que a distribuição decorre nos seis municípios da província, permitindo que os camponeses tenham sementes para lançar à terra, numa altura em que o Cunene regista chuvas regulares.

Anita Esperança explicou que a província conta ainda com 20 tractores distribuídos em quatro brigadas, que estão a ajudar as famílias.

Na campanha agrícola 2019/2020, a província do Cunene preparou 250 mil hectares de terras, distribuídos em 120 mil famílias camponesas, onde se colheu 85 mil toneladas de milho e massango.

O IDA possui 620 mil toneladas de sementes de massango, massambala, milho, feijão, hortícolas e batata-doce.

Os agricultores estão igualmente a receber 340 mil toneladas de adubos, 15 mil de sulfato de amónio, 15 mil de ureia e dez litros de pesticidas.

Entre os meios à disposição dos produtores fazem igualmente parte  300 charruas, 80 pulverizadores de dorsos, oito motos cultivadoras, 14 sistemas de irrigação gota-gota e por aspersão.

Em declarações hoje, segunda-feira, à ANGOP, a chefe do IDA no Cunene, Anita Esperança, disse que este ano estão preparados para lavoura 310 mil hectares, dos quais 186 mil com tracção animal, 93 mil manual e 31 mil mecanizada.

A responsável fez saber que a distribuição decorre nos seis municípios da província, permitindo que os camponeses tenham sementes para lançar à terra, numa altura em que o Cunene regista chuvas regulares.

Anita Esperança explicou que a província conta ainda com 20 tractores distribuídos em quatro brigadas, que estão a ajudar as famílias.

Na campanha agrícola 2019/2020, a província do Cunene preparou 250 mil hectares de terras, distribuídos em 120 mil famílias camponesas, onde se colheu 85 mil toneladas de milho e massango.