Governo lança programa AGRIJOVEM

  • JOB CAPAPINHA - GOVERNADOR DO CUANZA SUL.
Sumbe – Um programa de apoio à inserção dos jovens ao emprego, no domínio da agricultura, denominado “Agrijovem-Cuanza Sul”, foi lançado nesta segunda-feira, no Sumbe, pelo governo local.

Numa primeiro fase, estão preparados 100 hectares de terras aráveis para atribuir a igual número de jovens dos 12 municípios do Cuanza Sul.

Esta decisão foi tomada após um encontro realizado recentemente, entre o governador provincial e líderes juvenis, onde estes manifestaram as suas preocupações, entre as quais a falta de emprego.

De acordo com um comunicado final da VI Sessão Ordinária do Governo Provincial, orientada pelo governador Job Capapinha, as inscrições para os interessados serão realizadas de Dezembro do corrente ano a Fevereiro de 2021.

O projecto tem como objectivo incentivar a juventude a dedicar-se a actividade agrícola como via de garantir o auto-emprego e sustentabilidade económica das suas famílias.

Com isso, refere a nota, espera-se entre outros propósitos, reduzir o índice de desemprego e maior produção de alimentos para a população local e não só.

O período experimental decorrerá até 2022 sob o lema “Cultive a terra para sorrir em família”.

Este programa enquadra-se nas iniciativas do Executivo de inserção da juventude no mercado de trabalho, aumento da produção agrícola e a redução das importações através de programas como o PRODESI e PROJOVEM.

 

Numa primeiro fase, estão preparados 100 hectares de terras aráveis para atribuir a igual número de jovens dos 12 municípios do Cuanza Sul.

Esta decisão foi tomada após um encontro realizado recentemente, entre o governador provincial e líderes juvenis, onde estes manifestaram as suas preocupações, entre as quais a falta de emprego.

De acordo com um comunicado final da VI Sessão Ordinária do Governo Provincial, orientada pelo governador Job Capapinha, as inscrições para os interessados serão realizadas de Dezembro do corrente ano a Fevereiro de 2021.

O projecto tem como objectivo incentivar a juventude a dedicar-se a actividade agrícola como via de garantir o auto-emprego e sustentabilidade económica das suas famílias.

Com isso, refere a nota, espera-se entre outros propósitos, reduzir o índice de desemprego e maior produção de alimentos para a população local e não só.

O período experimental decorrerá até 2022 sob o lema “Cultive a terra para sorrir em família”.

Este programa enquadra-se nas iniciativas do Executivo de inserção da juventude no mercado de trabalho, aumento da produção agrícola e a redução das importações através de programas como o PRODESI e PROJOVEM.