Estiagem coloca em risco produção de milho no Cuanza Sul

Sumbe – A estiagem está a colocar em risco a colheita  quatro mil 600 toneladas de milho, referente a primeira época agrícola, na Fazenda Sete Quintas, no município da Cela, província do Cuanza Sul.

Em causa está o plantio de 900 hectares de milho.

Segundo o gestor da fazenda, Cruz Francisco Paciente,  que falava, neste sábado, à imprensa, caso a situação de mantenha poderão apenas ser aproveitados 15 por cento da produção.

A fonte é a favor do apoio institucional do governo para não dependerem das chuvas e optarem na produção com recurso ao sistema de regadio a partir do canal de Matumbo.

De acordo com o agricultor, no ano agrícola de 2020 foram investidos 720 milhões de Kwanzas, numa área de 120 hectares, fixando-se a colheita em 540 toneladas de milho, comercializados, preferencialmente, em Luanda.

Para o  director municipal da Agricultura, Elias Ferreira, é necessário que os agricultores apostam em vias alternativas para obterem maiores rendimentos.

A fazenda Quinta existe a mais de sete  anos, com projectos nos domínios da aquicultura, criação de gado bovino. A mesma conta com 120 trabalhadores, dos quais dois expatriados.

 

Em causa está o plantio de 900 hectares de milho.

Segundo o gestor da fazenda, Cruz Francisco Paciente,  que falava, neste sábado, à imprensa, caso a situação de mantenha poderão apenas ser aproveitados 15 por cento da produção.

A fonte é a favor do apoio institucional do governo para não dependerem das chuvas e optarem na produção com recurso ao sistema de regadio a partir do canal de Matumbo.

De acordo com o agricultor, no ano agrícola de 2020 foram investidos 720 milhões de Kwanzas, numa área de 120 hectares, fixando-se a colheita em 540 toneladas de milho, comercializados, preferencialmente, em Luanda.

Para o  director municipal da Agricultura, Elias Ferreira, é necessário que os agricultores apostam em vias alternativas para obterem maiores rendimentos.

A fazenda Quinta existe a mais de sete  anos, com projectos nos domínios da aquicultura, criação de gado bovino. A mesma conta com 120 trabalhadores, dos quais dois expatriados.