FADA financia cooperativas com até 25 milhões de Kwanzas

  • Campo agrícola
Luanda - O administrador executivo do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA), Manuel Pedro, disse, no município da Quiçama, em Luanda, existir disponibilidade da instituição apoiar projectos de cooperativas agrícolas com até 25 milhões de kwanzas.

Manuel Pedro que prestou essa informação à margem de um Fórum sobre Oportunidades de Negócios para a juventude nos sectores da agricultura e comércio, afirmou que o Fundo está aberto para receber propostas de projectos para financiamento.

Relativamente a iniciativas individuais, o administrador executivo explicou que podem chegar até 30 ou mesmo 40 milhões de kwanzas, dependendo do tipo de projecto a ser apresentado.

Disse que de Dezembro do ano transacto a presente data, sete cooperativas e iniciativas individuais foram apoiadas, tendo sido desembolsado financiamento de aproximadamente 400 milhões de kwanzas.

O montante disponibilizado pelo FADA destina-se ao financiamento de bens e serviços directamente relacionados com a actividade produtiva, visando promover a economia de custos de produção, aumento da produtividade e da renda das famílias.

Este financiamento visa o cumprimento dos objectivos do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi) e do Plano de Desenvolvimento de Médio Prazo do Sector Agrícola, aprovado pelo Ministério da Agricultura e Pescas.

O Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário financia cadeias produtivas de cereais (milho, trigo, arroz, massango e massambala), leguminosas e oleaginosas (feijão, amendoim e soja), raízes e tubérculos (batata e batata doce, mandioca e inhame).

São também elegíveis as hortícolas (tomate, repolho, cebola, alho, pimento e cenoura), frutícolas (manga, mamão, melancia, morango, abacate, ananás, citrinos, banana de mesa e banana pão).

O financiamento é reembolsável por um período que vai de um a cinco anos, a uma taxa de juro de 3%.

Manuel Pedro que prestou essa informação à margem de um Fórum sobre Oportunidades de Negócios para a juventude nos sectores da agricultura e comércio, afirmou que o Fundo está aberto para receber propostas de projectos para financiamento.

Relativamente a iniciativas individuais, o administrador executivo explicou que podem chegar até 30 ou mesmo 40 milhões de kwanzas, dependendo do tipo de projecto a ser apresentado.

Disse que de Dezembro do ano transacto a presente data, sete cooperativas e iniciativas individuais foram apoiadas, tendo sido desembolsado financiamento de aproximadamente 400 milhões de kwanzas.

O montante disponibilizado pelo FADA destina-se ao financiamento de bens e serviços directamente relacionados com a actividade produtiva, visando promover a economia de custos de produção, aumento da produtividade e da renda das famílias.

Este financiamento visa o cumprimento dos objectivos do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi) e do Plano de Desenvolvimento de Médio Prazo do Sector Agrícola, aprovado pelo Ministério da Agricultura e Pescas.

O Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário financia cadeias produtivas de cereais (milho, trigo, arroz, massango e massambala), leguminosas e oleaginosas (feijão, amendoim e soja), raízes e tubérculos (batata e batata doce, mandioca e inhame).

São também elegíveis as hortícolas (tomate, repolho, cebola, alho, pimento e cenoura), frutícolas (manga, mamão, melancia, morango, abacate, ananás, citrinos, banana de mesa e banana pão).

O financiamento é reembolsável por um período que vai de um a cinco anos, a uma taxa de juro de 3%.