FAO estimula participação dos jovens na produção

  • Logotipo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO)
Dundo – A representante do Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em Angola, Gherda Barreto Cajina, anunciou hoje, segunda-feira, que a organização vai apoiar jovens agricultores da Lunda Norte, na promoção do agro-negócio.

A responsável reconheceu o facto, em declarações à Angop, à margem de uma visita de trabalho na Lunda Norte, precisou que os apoios se consubstanciarão na entrega de material, inputs agrícolas e meios de transporte para facilitar o escoamento dos produtos do campo para o mercado de consumo.

Avançou que os jovens vão antes beneficiar de uma formação para melhor desenvolverem o agro-negócio.

Acrescentou que a organização pretende implementar novos projectos na província, trabalhando na metodologia das escolas de campo, através de aplicação de inovações tecnológicas.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) é a agência especializada do Sistema ONU que trabalha no combate à fome e à pobreza por meio da melhoria da segurança alimentar e do desenvolvimento agrícola.

Criada em 1945, a FAO também actua como fórum de negociação para debater políticas e impulsionar iniciativas ligadas à erradicação da fome e da insegurança alimentar.

A responsável reconheceu o facto, em declarações à Angop, à margem de uma visita de trabalho na Lunda Norte, precisou que os apoios se consubstanciarão na entrega de material, inputs agrícolas e meios de transporte para facilitar o escoamento dos produtos do campo para o mercado de consumo.

Avançou que os jovens vão antes beneficiar de uma formação para melhor desenvolverem o agro-negócio.

Acrescentou que a organização pretende implementar novos projectos na província, trabalhando na metodologia das escolas de campo, através de aplicação de inovações tecnológicas.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) é a agência especializada do Sistema ONU que trabalha no combate à fome e à pobreza por meio da melhoria da segurança alimentar e do desenvolvimento agrícola.

Criada em 1945, a FAO também actua como fórum de negociação para debater políticas e impulsionar iniciativas ligadas à erradicação da fome e da insegurança alimentar.