FAS financia fábrica de ração animal na Cela

Sumbe – Uma fábrica com capacidade de produção de uma tonelada de ração por hora começou a funcionar, nesta quinta-feira, na Fazenda Agroceles, no município da Cela, província do Cuanza Sul.

A fábrica resulta de um financiamento comparticipado, entre Fundo de Apoio Social (FAS) e pelo proponente, num valor global de kz 16 milhões e 20 mil e 271,40.

Com a entrada em funcionamento desta fábrica, três postos de trabalho foram criados, juntando-se aos sete existentes, perfazendo um total de dez e a venda será aberta aos criadores locais.

O objectivo, segundo a directora do FAS/Cuanza Sul, Carolina Sanito, em entrevista hoje à ANGOP, é o desenvolvimento da economia e o fortalecimento das cadeias produtivas locais.

Para o empresário Carlos Sabino, o desafio está lançado para aumentar a produção de aves, ovos e peixe tilápia (cacusso).

Já o administrador municipal, Francisco Manuel Mateus, fez saber que essa iniciativa representa uma grande valia para que a actividade económica seja exercia de forma livre, crie empregos e riquezas.

O FAS é uma agência governamental que canaliza as suas actividades no investimento social, na área da educação, água, saneamento, saúde, infra-estruturas económicas e ambientais. É também responsável pela implementação do programa Kwenda.

A fábrica resulta de um financiamento comparticipado, entre Fundo de Apoio Social (FAS) e pelo proponente, num valor global de kz 16 milhões e 20 mil e 271,40.

Com a entrada em funcionamento desta fábrica, três postos de trabalho foram criados, juntando-se aos sete existentes, perfazendo um total de dez e a venda será aberta aos criadores locais.

O objectivo, segundo a directora do FAS/Cuanza Sul, Carolina Sanito, em entrevista hoje à ANGOP, é o desenvolvimento da economia e o fortalecimento das cadeias produtivas locais.

Para o empresário Carlos Sabino, o desafio está lançado para aumentar a produção de aves, ovos e peixe tilápia (cacusso).

Já o administrador municipal, Francisco Manuel Mateus, fez saber que essa iniciativa representa uma grande valia para que a actividade económica seja exercia de forma livre, crie empregos e riquezas.

O FAS é uma agência governamental que canaliza as suas actividades no investimento social, na área da educação, água, saneamento, saúde, infra-estruturas económicas e ambientais. É também responsável pela implementação do programa Kwenda.