Namibe prevê colher mais de duzentas mil toneladas de produtos diversos

  • Namibe: Abertura da Campanha Agrícola 20212022
  • Namibe: Governador Archer Mangueira, no acto de abertura da campanha agrícola 20212022
Moçâmedes - Duzentas 58 mil toneladas de produtos diversos poderão ser colhidas na campanha agrícola 2021/2022 pelos camponeses da província do Namibe, informou hoje sexta-feira, o director do Gabinete Provincial da Agricultura e Florestas, Zonza Puissa.

Falando na abertura da referida campanha, o responsável salientou que a mesma  contará com o envolvimento de 40 mil famílias que vão cultivar 30 mil hectares de terra.

Disse que para o sucesso desta actividade, o governo local irá dedicar uma especial atenção na melhoria e aumento da produção sustentável dos produtos da cesta básica.

Segundo o responsável, foram disponibilizados 110 toneladas de adubo NPK, 20 toneladas de fertilizantes simples ureia, dez toneladas de sementes de milho e 1,5 de  feijão.

Zonza Puissa disse que a campanha agrícola anterior ficou comprometida pela seca e pelo surgimento das pragas “Tuta Absoluta” na cultura do tomate, “Lagarto dos cartuchos” na cultura do milho e dos gafanhotos.

Ainda assim, detalhou, foi possível colher 174 mil 328 toneladas de produtos diversos.

Na ocasião, o governador do Namibe, Archer Mangueira,  garantiu que o governo vai continuar a prestar atenção a este sector, para que as populações tenham condições de se alimentar basicamente a partir da produção nacional.

Na província do Namibe são produzidos cereais (milho, massango, massambala), hortícolas (tomate, cebola, pimenta, cenoura, couve, repolho, kizaca), tuberculos ( mandioca, batata), entre outros.

 

 

Falando na abertura da referida campanha, o responsável salientou que a mesma  contará com o envolvimento de 40 mil famílias que vão cultivar 30 mil hectares de terra.

Disse que para o sucesso desta actividade, o governo local irá dedicar uma especial atenção na melhoria e aumento da produção sustentável dos produtos da cesta básica.

Segundo o responsável, foram disponibilizados 110 toneladas de adubo NPK, 20 toneladas de fertilizantes simples ureia, dez toneladas de sementes de milho e 1,5 de  feijão.

Zonza Puissa disse que a campanha agrícola anterior ficou comprometida pela seca e pelo surgimento das pragas “Tuta Absoluta” na cultura do tomate, “Lagarto dos cartuchos” na cultura do milho e dos gafanhotos.

Ainda assim, detalhou, foi possível colher 174 mil 328 toneladas de produtos diversos.

Na ocasião, o governador do Namibe, Archer Mangueira,  garantiu que o governo vai continuar a prestar atenção a este sector, para que as populações tenham condições de se alimentar basicamente a partir da produção nacional.

Na província do Namibe são produzidos cereais (milho, massango, massambala), hortícolas (tomate, cebola, pimenta, cenoura, couve, repolho, kizaca), tuberculos ( mandioca, batata), entre outros.