População do Muriege recebe impute agrícola

Muconda - A população das localidades do Tchinege, Muazaza, Fufu, Txitende e Txitondo, na comuna do Muriege, município do Muconda (Lunda Sul), receberam esta sexta-feira imputes agrícolas e sementes, para impulsionar agricultura familiar, numa iniciativa do Comité Provincial do MPLA.

Para além de imputes agrícolas, a população das mesmas localidades foram agraciadas ainda com bens alimentares diversos, material desportivo e de propaganda, com vista a permitir maior mobilização de militantes para o reforço das fileiras do partido naquela circunscrição.

Na ocasião, o coordenador para os assuntos Políticos, Eleitorais e Socioeconómico do MPLA na Lunda Sul, Octávio Alberto, disse que o gesto visar estimular a população a empenhar-se na prática agrícola, pois que, o combate à fome e à pobreza passa necessariamente no campo.

Explicou que, no que toca a política, os militantes estão firmes, coesos e preparados para os próximos desafios eleitorais, apesar de algumas dificuldades apresentadas e que podem ser ultrapassadas oportunamente.

Octávio Alberto afirmou que o partido no poder tem estado a trabalhar com maior proximidade à comunidade, auscultando-a de formas a resolver paulatinamente os seus problemas.

Durante a visita de constatação nas localidades acima afloradas, a população apresentou, entre várias dificuldades, a reabilitação das vias de acesso, falta de água potável, energia eléctrica, moagens, escolas, postos de saúde, transporte público e aumento de professores e enfermeiros.

Defenderam ainda a necessidade da expansão da rede de telefonia móvel, sinais de rádio, televisão, colocação de quebra molas na estrada principal, e advocacia junto dos empresários nacionais e estrangeiros a investirem na região para fomentar o emprego para os jovens.

A visita foi orientada pelo primeiro secretário provincial do MPLA na Lunda Sul, Daniel Neto.

A comuna do Muriege dista a 90 quilómetros da sede municipal (Muconda). Tem uma população estimada em sete mil 859 habitantes, na sua maioria camponesa.

Para além de imputes agrícolas, a população das mesmas localidades foram agraciadas ainda com bens alimentares diversos, material desportivo e de propaganda, com vista a permitir maior mobilização de militantes para o reforço das fileiras do partido naquela circunscrição.

Na ocasião, o coordenador para os assuntos Políticos, Eleitorais e Socioeconómico do MPLA na Lunda Sul, Octávio Alberto, disse que o gesto visar estimular a população a empenhar-se na prática agrícola, pois que, o combate à fome e à pobreza passa necessariamente no campo.

Explicou que, no que toca a política, os militantes estão firmes, coesos e preparados para os próximos desafios eleitorais, apesar de algumas dificuldades apresentadas e que podem ser ultrapassadas oportunamente.

Octávio Alberto afirmou que o partido no poder tem estado a trabalhar com maior proximidade à comunidade, auscultando-a de formas a resolver paulatinamente os seus problemas.

Durante a visita de constatação nas localidades acima afloradas, a população apresentou, entre várias dificuldades, a reabilitação das vias de acesso, falta de água potável, energia eléctrica, moagens, escolas, postos de saúde, transporte público e aumento de professores e enfermeiros.

Defenderam ainda a necessidade da expansão da rede de telefonia móvel, sinais de rádio, televisão, colocação de quebra molas na estrada principal, e advocacia junto dos empresários nacionais e estrangeiros a investirem na região para fomentar o emprego para os jovens.

A visita foi orientada pelo primeiro secretário provincial do MPLA na Lunda Sul, Daniel Neto.

A comuna do Muriege dista a 90 quilómetros da sede municipal (Muconda). Tem uma população estimada em sete mil 859 habitantes, na sua maioria camponesa.