Unaca defende relançamento da cultura em zonas baixas

Cuito – O vice-presidente da União Nacional dos Camponeses Angolanas (UNACA), Eduardo Jonatão António, defendeu hoje, no Cuito, província do Bié, à necessidade de se relançar as culturas em zonas baixas em grande escala, de forma a aumentar a colheita de produtos do campo.

Em declarações à ANGOP, o responsável frisou que o relançamento das culturas em zonas baixas poderá, de certa maneira, aumentar a produção agrícola, bem como garantir a segurança alimentar das populações.

A fonte pontualizou que esta prática poderá dar respostas positivas, por ser alternativa para contrapor os fenómenos naturais, como a estiagem, que comprometeram a produção agrícola na campanha passada.

O vice-presidente da Unaca exemplificou que na campanha agrícola 2021 registou-se uma estiagem prolongada que causou danos às culturas, principalmente de milho e feijão.

Eduardo Jonatão António disse ainda que outro factor consiste igualmente no fomento da criação de aves, animais de pequeno e médio porte, com o objectivo fomentar a agropecuária e melhorar a dieta alimentar dos cidadãos.

Em declarações à ANGOP, o responsável frisou que o relançamento das culturas em zonas baixas poderá, de certa maneira, aumentar a produção agrícola, bem como garantir a segurança alimentar das populações.

A fonte pontualizou que esta prática poderá dar respostas positivas, por ser alternativa para contrapor os fenómenos naturais, como a estiagem, que comprometeram a produção agrícola na campanha passada.

O vice-presidente da Unaca exemplificou que na campanha agrícola 2021 registou-se uma estiagem prolongada que causou danos às culturas, principalmente de milho e feijão.

Eduardo Jonatão António disse ainda que outro factor consiste igualmente no fomento da criação de aves, animais de pequeno e médio porte, com o objectivo fomentar a agropecuária e melhorar a dieta alimentar dos cidadãos.