Angola participa da 5ª Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente

Luanda – Uma delegação Angola, chefiada pela Secretária de Estado do Ambiente, Paula Coelho, participa, de 22 a 23 do corrente, em Nairobi (Quénia), da 5ª Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente –UNEA-5, que deverá ocorre no formato de videoconferência a partir deste país.

De acordo com uma nota de imprensa da representação diplomática angolana neste país, chegada este sábado à ANGOP, integram ainda a delegação o embaixador e representante permanente de Angola junto dos escritórios da ONU, Sianga Abílio.

O evento, que reúne ao mais alto nível responsáveis do sector do ambiente de todos os países membros da ONU, decorre sob o lema “Fortalecer as acções da natureza para o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável” e visa analisar e debater questões ambientais, em busca de soluções inovadoras e sustentáveis para a solução das crises ambientais que o mundo tem vivido nos últimos tempos.

Face aos constrangimentos impostos pela pandemia da Cvid-19, a 5ª Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente –UNEA-5 deverá decorrer em duas sessões com datas diferentes , sendo a primeira para os dias 22 e 23 do corrente virada para a discussão e aprovação de questões funcionais do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, nomeadamente, a sua Estratégia de Médio Prazo (2022-2025), o seu Plano de Trabalho e Orçamento para o biénio 2022-2023, além da data exacta da segunda sessão, prevista ainda para este mês no formato presencial.

A primeira sessão da UNEA-5 vai também proceder à eleição do Presidente da próxima Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente-UNEA-6 que, de acordo com as normas de rotatividade e procedimentos da Assembleia, deverá ser um representante da região África.

À margem da UNEA-5, será realizado um Diálogo de Lideranças ao alto nível sobre o tema “Contribuições da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável para construção resiliente e inclusiva de um mundo pós-pandemia”, uma plataforma para os Estados Membros se pronunciarem sobre o trabalho em curso ou realizado nos seus países para mitigar o efeito da crise da pandemia de Covid-19 na concretização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

De igual modo, acrescenta a nota, a primeira sessão da UNEA-5 servirá igualmente para assinalar o início das festividades comemorativas dos 50 anos da criação da UNEP (Programa das Nações Unidas para o Ambiente), que decorrerão até 2022, altura do seu quinquagésimo aniversário.

Estas festividades vão incluir, entre outras acções, o Dia Mundial da Vida Selvagem, o Dia Internacional para a Diversidade Biológica, a 5ª Sessão da Conferência Internacional de Gestão de Químicos, o Fórum de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável e a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

A segunda sessão da 5ªAssembleia das Nações Unidas para o Ambiente, agendada para Fevereiro de 2022, terá um formato presencial para permitir que sejam debatidas questões substanciais numa perspectiva negocial entre as partes interessadas, com vista a definição consensual de estratégias, fundamentalmente políticas, viradas para as futuras acções do Programa das Nações Unidas para o Ambiente.

De acordo com uma nota de imprensa da representação diplomática angolana neste país, chegada este sábado à ANGOP, integram ainda a delegação o embaixador e representante permanente de Angola junto dos escritórios da ONU, Sianga Abílio.

O evento, que reúne ao mais alto nível responsáveis do sector do ambiente de todos os países membros da ONU, decorre sob o lema “Fortalecer as acções da natureza para o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável” e visa analisar e debater questões ambientais, em busca de soluções inovadoras e sustentáveis para a solução das crises ambientais que o mundo tem vivido nos últimos tempos.

Face aos constrangimentos impostos pela pandemia da Cvid-19, a 5ª Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente –UNEA-5 deverá decorrer em duas sessões com datas diferentes , sendo a primeira para os dias 22 e 23 do corrente virada para a discussão e aprovação de questões funcionais do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, nomeadamente, a sua Estratégia de Médio Prazo (2022-2025), o seu Plano de Trabalho e Orçamento para o biénio 2022-2023, além da data exacta da segunda sessão, prevista ainda para este mês no formato presencial.

A primeira sessão da UNEA-5 vai também proceder à eleição do Presidente da próxima Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente-UNEA-6 que, de acordo com as normas de rotatividade e procedimentos da Assembleia, deverá ser um representante da região África.

À margem da UNEA-5, será realizado um Diálogo de Lideranças ao alto nível sobre o tema “Contribuições da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável para construção resiliente e inclusiva de um mundo pós-pandemia”, uma plataforma para os Estados Membros se pronunciarem sobre o trabalho em curso ou realizado nos seus países para mitigar o efeito da crise da pandemia de Covid-19 na concretização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

De igual modo, acrescenta a nota, a primeira sessão da UNEA-5 servirá igualmente para assinalar o início das festividades comemorativas dos 50 anos da criação da UNEP (Programa das Nações Unidas para o Ambiente), que decorrerão até 2022, altura do seu quinquagésimo aniversário.

Estas festividades vão incluir, entre outras acções, o Dia Mundial da Vida Selvagem, o Dia Internacional para a Diversidade Biológica, a 5ª Sessão da Conferência Internacional de Gestão de Químicos, o Fórum de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável e a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

A segunda sessão da 5ªAssembleia das Nações Unidas para o Ambiente, agendada para Fevereiro de 2022, terá um formato presencial para permitir que sejam debatidas questões substanciais numa perspectiva negocial entre as partes interessadas, com vista a definição consensual de estratégias, fundamentalmente políticas, viradas para as futuras acções do Programa das Nações Unidas para o Ambiente.