Plantadas 200 árvores de eucalipto na Caála

  • Huambo: Vista parcial da cidade da caála que amanhã completa cinquenta e um anos de existência
Caála - Duzentas árvores de eucalipto foram plantadas esta quarta-feira, no município da Caála, província do Huambo, pela Organização da Mulher Angolana (OMA), para criar uma cortina de protecção às moradias.

A plantação foi feita ao longo da estrada nacional Huambo/Benguela e junto à ravina, em progressão na zona do Cemitério Municipal da Caála e que ameaça, igualmente, engolir parte do troço rodoviário.

Em declarações à ANGOP, a secretária da OMA no município, Felismina Marcelino Nambonge, disse tratar-se de uma iniciativa que visa, entre outros, criar uma cortina de vento na cidade da Caála, 23 quilómetros a Oeste da sede da província do Huambo, e, ao mesmo tempo, contribuir para o estancamento da ravina.

Refira-se que a estrada Huambo/Benguela está em perigo, devido à progressão da ravina, com 200 metros de comprimento, 50 de largura e 25 de profundidade, a uma distância de 15 metros do importante troço rodoviário.

Paralelamente, a OMA reforçou o stock da hemoterapia do Hospital Municipal local, com a doação de 12 litros de sangue.

A plantação foi feita ao longo da estrada nacional Huambo/Benguela e junto à ravina, em progressão na zona do Cemitério Municipal da Caála e que ameaça, igualmente, engolir parte do troço rodoviário.

Em declarações à ANGOP, a secretária da OMA no município, Felismina Marcelino Nambonge, disse tratar-se de uma iniciativa que visa, entre outros, criar uma cortina de vento na cidade da Caála, 23 quilómetros a Oeste da sede da província do Huambo, e, ao mesmo tempo, contribuir para o estancamento da ravina.

Refira-se que a estrada Huambo/Benguela está em perigo, devido à progressão da ravina, com 200 metros de comprimento, 50 de largura e 25 de profundidade, a uma distância de 15 metros do importante troço rodoviário.

Paralelamente, a OMA reforçou o stock da hemoterapia do Hospital Municipal local, com a doação de 12 litros de sangue.