Afrotaças: D'Agosto eliminado apesar da vitória

  • Jogadores do 1.º de Agosto testam negativo à Covid-19
Luanda – Apesar da vitória (3-1), esta quinta-feira, sobre o Namungo da Tanzânia, no terreno deste, o 1º de Agosto fica de fora, esta época, das competições sob a égide da Confederação Africana de Futebol (CAF), mercê da goleada (2-6) sofrida na primeira mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça CAF.

Moya, por duas vezes (27’ e 52’), e Jó, já no período de compensação (90+3), foram os autores da reviravolta da equipa angolana, num desafio em que os “agostinos” cedo estiveram em desvantagem, ao permitirem que o tanzaniano Sabilo inaugurasse o placar aos seis minutos.

Os “militares” voltaram a jogar sem dois dos seus principais atletas que acusaram positivo ao teste da covid-19 para esta segunda “mão”, nomeadamente o médio Makaya e o avançado Zini, além dos cinco da partida anterior (Bobó, Mabululo, Mário, Neblu e Boni).

No cômputo geral, o D'Agosto perdeu a eliminatória por 5-7.

Moya, por duas vezes (27’ e 52’), e Jó, já no período de compensação (90+3), foram os autores da reviravolta da equipa angolana, num desafio em que os “agostinos” cedo estiveram em desvantagem, ao permitirem que o tanzaniano Sabilo inaugurasse o placar aos seis minutos.

Os “militares” voltaram a jogar sem dois dos seus principais atletas que acusaram positivo ao teste da covid-19 para esta segunda “mão”, nomeadamente o médio Makaya e o avançado Zini, além dos cinco da partida anterior (Bobó, Mabululo, Mário, Neblu e Boni).

No cômputo geral, o D'Agosto perdeu a eliminatória por 5-7.