Al Ahly do angolano Geraldo conquista “Champions”

  • Geraldo, jogador da selecção de futebol de Angola
Luanda – Al-Ahly do angolano Geraldo conquistou nesta sexta-feira a Liga Africana de Clubes Campeões em futebol, mercê da vitória de 2-1 diante do Zamalek, elevando para nove o número de títulos desta competição.

A histórica final da 56.ª edição, a primeira entre dois clubes do mesmo país (Egipto) foi decidida com golos de Amr Al Sulaya, aos cinco minutos, e Mohamed Magdy Kafsha, aos 86`.

O tento de honra do Zamalek foi marcado por Shikabala, aos 31 minutos, numa partida, disputada à porta fechada, em que Geraldo, ex-atleta do 1.º de Agosto, entrou em campo na segunda parte, quando se resgistava igualdade a uma golo.    

O Al Ahly já tinha arrebatado a prova em oito ocasiões, em 1982, 1987, 2001, 2005, 2006, 2008, 2012 e 2013, as quatro primeiras do século XXI, sob o comando do treinador português Manuel José.

O Zamalek e o TP Mazembe somam cinco ceptros cada.

Com este feito, o médio ofensivo, contratado em 2018, por quatro temporadas, eleva para três o número de títulos conquistados ao serviços do Al Ahly, depois dos troféus nacionais nas duas últimas épocas.

Não sendo inédito o facto de um angolano brilhar na formação árabe, conquistaram igualmente títulos naquela  equipa Avelino Lopes, Flávio Amado e Gilberto, todos saídos do Petro de Luanda.

Destes, Gilberto, transferido em 2002, é, até à data, o que mais troféus arrebatou. Em sete anos venceu seis Campeonatos, uma Supertaça e três Ligas dos Campeões, tornando-se num dos mais bem sucedidos jogadores estrangeiros da agremiação.

A histórica final da 56.ª edição, a primeira entre dois clubes do mesmo país (Egipto) foi decidida com golos de Amr Al Sulaya, aos cinco minutos, e Mohamed Magdy Kafsha, aos 86`.

O tento de honra do Zamalek foi marcado por Shikabala, aos 31 minutos, numa partida, disputada à porta fechada, em que Geraldo, ex-atleta do 1.º de Agosto, entrou em campo na segunda parte, quando se resgistava igualdade a uma golo.    

O Al Ahly já tinha arrebatado a prova em oito ocasiões, em 1982, 1987, 2001, 2005, 2006, 2008, 2012 e 2013, as quatro primeiras do século XXI, sob o comando do treinador português Manuel José.

O Zamalek e o TP Mazembe somam cinco ceptros cada.

Com este feito, o médio ofensivo, contratado em 2018, por quatro temporadas, eleva para três o número de títulos conquistados ao serviços do Al Ahly, depois dos troféus nacionais nas duas últimas épocas.

Não sendo inédito o facto de um angolano brilhar na formação árabe, conquistaram igualmente títulos naquela  equipa Avelino Lopes, Flávio Amado e Gilberto, todos saídos do Petro de Luanda.

Destes, Gilberto, transferido em 2002, é, até à data, o que mais troféus arrebatou. Em sete anos venceu seis Campeonatos, uma Supertaça e três Ligas dos Campeões, tornando-se num dos mais bem sucedidos jogadores estrangeiros da agremiação.