Melhor classificação de sempre na estreia em 2005

  • Selecção angolana de andebol
Luanda – A vigésima posição obtida em 2005, na sua estreia em campeonatos do mundo, constitui a melhor prestação da selecção nacional sénior masculina de Andebol na competição.

No campeonato realizado na Tunísia (2005), Angola teve como técnico o búlgaro Nicolai Pirgov, numa prova que contou com 24 selecções e ganha pela Espanha.

Dois anos depois, em 2007, na Alemanha, já sob orientação do treinador angolano Beto Ferreira, o sete nacional ficou na 21ª posição da competição, ganha pelos anfitriões.

Dez anos depois (2017), Angola volta a estar na cimeira mundial, desta vez em França, onde alcançou o 24ª posição, último lugar, a pior classificação de sempre.

Nessa competição Angola foi orientada por Alexandre Machado “ Man Cali”. No mesmo ano, Angola consegue marcar presença no grupo dos melhores marcadores com Sérgio Lopes a ficar na segunda posição, com 47 golos marcadores, campeonato conquistado.

Em 2019, no mundial co-organizado pela Alemanha e Dinamarca, sob orientação de Filipe Cruz, os angolanos ficam na 23ª posição. No referido campeonato a Dinamarca conquistou o título.

Para a prova que arrancou esta quarta-feira no Egipto, o grupo liderado pelo técnico José Pereira”Kidó”, almeja a melhoria da 23ª posição.

A competição vai reunir, pela primeira vez, 32 selecções.

No campeonato realizado na Tunísia (2005), Angola teve como técnico o búlgaro Nicolai Pirgov, numa prova que contou com 24 selecções e ganha pela Espanha.

Dois anos depois, em 2007, na Alemanha, já sob orientação do treinador angolano Beto Ferreira, o sete nacional ficou na 21ª posição da competição, ganha pelos anfitriões.

Dez anos depois (2017), Angola volta a estar na cimeira mundial, desta vez em França, onde alcançou o 24ª posição, último lugar, a pior classificação de sempre.

Nessa competição Angola foi orientada por Alexandre Machado “ Man Cali”. No mesmo ano, Angola consegue marcar presença no grupo dos melhores marcadores com Sérgio Lopes a ficar na segunda posição, com 47 golos marcadores, campeonato conquistado.

Em 2019, no mundial co-organizado pela Alemanha e Dinamarca, sob orientação de Filipe Cruz, os angolanos ficam na 23ª posição. No referido campeonato a Dinamarca conquistou o título.

Para a prova que arrancou esta quarta-feira no Egipto, o grupo liderado pelo técnico José Pereira”Kidó”, almeja a melhoria da 23ª posição.

A competição vai reunir, pela primeira vez, 32 selecções.