Selecção masculina segue para o Egipto

  • Selecção angolana de andebol em estágio na Huíla
Luanda - A selecção nacional sénior masculina de andebol viaja na tarde desta terça-feira para o Egipto, onde a partir de sexta-feira (dia 15) participa na 27ª edição do mundial da categoria, a decorrer de 14 a 31 deste mês.

A delegação fará rota Luanda-Dubai-Cairo e é chefiada pela vice-presidente da federação, Nair Almeida.

Inserida no grupo C, Angola inicia a competição diante do Qatar, defronta na segunda jornada, domingo (17), o Japão e dois dias depois (19) fecha a primeira etapa frente a Croácia, numa prova em que procura melhorar a penúltima posição (23ª) da edição anterior.

O seleccionador José Pereira “Kidó”, que hoje definiu os vinte atletas, mostrou-se ciente das dificuldades a encontrar, salientando a necessidade de o grupo dar o melhor de si.

Considerou ter escolhido os jogadores que dão maiores garantias para as exigências da competição, após mais de um mês de preparação nas províncias de Luanda e da Huíla.

Eis os seleccionados:

Geovanni Muachissengue, Custódio Gouveia, Ariel Silva (guarda-redes), Gabriel Teca, Jaroslav Aguiar, Agnelo Quitongo (pivô), Claudio Lopes, Rome Hebo, Manuel Nascimento (centrais), Claudio Chicola e Otoniel Pascoal (pontas direito), Adilson Maneco, Mayomona Panzo (pontas esquerdo).

Elias António, Feliciano Couveiro, Adelino Pestana, Edgar Abreu (laterais direito), Mário Tati, Edvaldo Ferreira e Ruben José (laterais esquerdo) completam a lista.

Na sua última presença, em 2019, no campeonato co-organizado pela Dinamarca e Alemanha, a selecção de Angola classificou-se na 23ª posição, entre 24 participantes.

 

A delegação fará rota Luanda-Dubai-Cairo e é chefiada pela vice-presidente da federação, Nair Almeida.

Inserida no grupo C, Angola inicia a competição diante do Qatar, defronta na segunda jornada, domingo (17), o Japão e dois dias depois (19) fecha a primeira etapa frente a Croácia, numa prova em que procura melhorar a penúltima posição (23ª) da edição anterior.

O seleccionador José Pereira “Kidó”, que hoje definiu os vinte atletas, mostrou-se ciente das dificuldades a encontrar, salientando a necessidade de o grupo dar o melhor de si.

Considerou ter escolhido os jogadores que dão maiores garantias para as exigências da competição, após mais de um mês de preparação nas províncias de Luanda e da Huíla.

Eis os seleccionados:

Geovanni Muachissengue, Custódio Gouveia, Ariel Silva (guarda-redes), Gabriel Teca, Jaroslav Aguiar, Agnelo Quitongo (pivô), Claudio Lopes, Rome Hebo, Manuel Nascimento (centrais), Claudio Chicola e Otoniel Pascoal (pontas direito), Adilson Maneco, Mayomona Panzo (pontas esquerdo).

Elias António, Feliciano Couveiro, Adelino Pestana, Edgar Abreu (laterais direito), Mário Tati, Edvaldo Ferreira e Ruben José (laterais esquerdo) completam a lista.

Na sua última presença, em 2019, no campeonato co-organizado pela Dinamarca e Alemanha, a selecção de Angola classificou-se na 23ª posição, entre 24 participantes.