Angola estreia-se com bronze no africano de natação

  • As tletas que  conquistaram  medalha de bronze na estafeta 4x200
Luanda - A selecção nacional de natação conquistou uma medalha de bronze na estafeta dos 4x200 metros livres femininos, estreando-se da melhor maneira no Campeonato Africano iniciado segunda-feira em Accra (Ghana).

A estafeta, que registou o tempo de 9min: 14segs e 26decs, é  constituída por Lia Lima, Catarina Sousa, Maria Freitas e Rafaela Santo no fecho do primeiro dia do evento.

Com esta marca, as atletas quebram o recorde nacional da estafeta de 1999, onde integraram Nádia Cruz, Aida Albuquerque, Ana Romero e Suely Neto (10:16. 38), nas Ilhas Maurícias.

A medalha de ouro ficou com a estafeta sul-africana, constituída por Hannah Robertson, Christin Mundell, Leigh McMorran e Rebecca(8:26.35), ao passo que as egípcias, compostas por Farida Samra, Sarah Bahaa Hassanin, Nour Dia Elgendy, Gihan Abdulla(8:45.22) asseguraram a prata.

O combinado nacional, orientado tecnicamente por João Aguiar, chegou igualmente a três finais, sendo duas por intermédio de Catarina Sousa (100 m livre e 50 costas/fem) e por Henrique Mascarenhas (200m livres/masc), mas acabou fora do pódio nestas duas especialidades.

O africano prossegue esta terça-feira com provas preliminares no período da manhã e finais de tarde.

Além destas, integram também à selecção nacional, que se  encontra em Accra, Pedro Pinotes, Salvador Gordo, Henrique Mascarenhas, Daniel Francisco, Djamel Pires e N’hara Fernandes.

A estafeta, que registou o tempo de 9min: 14segs e 26decs, é  constituída por Lia Lima, Catarina Sousa, Maria Freitas e Rafaela Santo no fecho do primeiro dia do evento.

Com esta marca, as atletas quebram o recorde nacional da estafeta de 1999, onde integraram Nádia Cruz, Aida Albuquerque, Ana Romero e Suely Neto (10:16. 38), nas Ilhas Maurícias.

A medalha de ouro ficou com a estafeta sul-africana, constituída por Hannah Robertson, Christin Mundell, Leigh McMorran e Rebecca(8:26.35), ao passo que as egípcias, compostas por Farida Samra, Sarah Bahaa Hassanin, Nour Dia Elgendy, Gihan Abdulla(8:45.22) asseguraram a prata.

O combinado nacional, orientado tecnicamente por João Aguiar, chegou igualmente a três finais, sendo duas por intermédio de Catarina Sousa (100 m livre e 50 costas/fem) e por Henrique Mascarenhas (200m livres/masc), mas acabou fora do pódio nestas duas especialidades.

O africano prossegue esta terça-feira com provas preliminares no período da manhã e finais de tarde.

Além destas, integram também à selecção nacional, que se  encontra em Accra, Pedro Pinotes, Salvador Gordo, Henrique Mascarenhas, Daniel Francisco, Djamel Pires e N’hara Fernandes.