Árbitros estreiam novo equipamento no Girabola

  • Árbitro internacional Hélder Martins(Arquivo)
Lubango – Árbitros e seus assistentes vão estrear um novo equipamento no Girabola 2021/2022, baseado em novas tecnologias de comunicação e uniformes adquiridos pelo Conselho Central, em Portugal.

Os novos equipamentos, cujos detalhes não foram avançados, vão permitir melhorar a interacção entre a equipa de arbitragem durante os jogos, assim como operar correcções de erros técnicos, disse o instrutor técnico do Conselho Central de Árbitros, Cardoso Costa.

Para a fonte, que trabalhou na Huíla durante o fim-de-semana, esses equipamentos foram adquiridos em finais de 2020 e serão agora distribuídos às associações provinciais.

Falando à ANGOP, à margem de um seminário sobre arbitragem dirigido a 38 árbitros entre amadores e federados da Associação de Futebol da Huíla, fez saber que continuam a trabalhar no angariamento de fundos para a compra de mais meios de trabalho.

Informou serem equipamentos para os juízes de categoria nacional, pois para os internacionais são adquiridos pela FIFA.

A formação foi promovida pela Associação Provincial de Futebol (APF) e Conselho Nacional de Árbitros, com vista a actualizar o perfil do árbitro, em matérias ligadas à lei de arbitragem, preparação física, de entre outros assuntos.

O Conselho Provincial de Árbitros, na Huíla, controla mais de 70 filiados, entre amadores e federados.

Os novos equipamentos, cujos detalhes não foram avançados, vão permitir melhorar a interacção entre a equipa de arbitragem durante os jogos, assim como operar correcções de erros técnicos, disse o instrutor técnico do Conselho Central de Árbitros, Cardoso Costa.

Para a fonte, que trabalhou na Huíla durante o fim-de-semana, esses equipamentos foram adquiridos em finais de 2020 e serão agora distribuídos às associações provinciais.

Falando à ANGOP, à margem de um seminário sobre arbitragem dirigido a 38 árbitros entre amadores e federados da Associação de Futebol da Huíla, fez saber que continuam a trabalhar no angariamento de fundos para a compra de mais meios de trabalho.

Informou serem equipamentos para os juízes de categoria nacional, pois para os internacionais são adquiridos pela FIFA.

A formação foi promovida pela Associação Provincial de Futebol (APF) e Conselho Nacional de Árbitros, com vista a actualizar o perfil do árbitro, em matérias ligadas à lei de arbitragem, preparação física, de entre outros assuntos.

O Conselho Provincial de Árbitros, na Huíla, controla mais de 70 filiados, entre amadores e federados.