Árbitros angolanos reservas na Supertaça de África

  • Petro e 1.º de Agosto jogam Supertaça de África
Luanda – Os árbitros Escurinho António e Elvio Gomes constam como reservas do quadro de oficiais da Confederação Africana de Andebol (CAHB) para o jogo da Supertaça de África em feminino, entre o 1.º de Agosto e o Petro de Luanda.

O jogo vai decorrer na capital angolana, no próximo dia 22, no pavilhão "Paulo Bunze", por decisão excepcional do órgão reitor da modalidade no continente, devido à pandemia da Covid-19.

Os internacionais, que na última segunda-feira ajuizaram o desafio da final do 42º Campeonato Nacional sénior feminino, com a consagração do Petro de Luanda (vitória de 20-14 ante o 1.º de Agosto), já foram notificados pela CAHB.

A inspecção das unidades de alojamento e do pavilhão "Paulo Bunze" estará a cargo do angolano Pedro Godinho, vice-presidente da CAHB, segundo apurou a ANGOP.

A prova terá como supervisor o egípcio Medhat Betghay, vice-presidente da CAHB, enquanto a dupla de juízes também virá da nação das pirâmides, com chegada a Luanda marcada para dia 20.

A presente edição, organizada pelo 1.º de Agosto, detentor do troféu, vai contar também com oficiais de mesa angolanos.

Esta é a terceira vez que a competição é decidida em Angola, depois da edição de 2006, em que o Petro de Luanda venceu o Rombo Sport, da Costa do Marfim, e de 2009, onde derrotou o mesmo adversário, em desafios disputados no pavilhão da Cidadela.

O jogo vai decorrer na capital angolana, no próximo dia 22, no pavilhão "Paulo Bunze", por decisão excepcional do órgão reitor da modalidade no continente, devido à pandemia da Covid-19.

Os internacionais, que na última segunda-feira ajuizaram o desafio da final do 42º Campeonato Nacional sénior feminino, com a consagração do Petro de Luanda (vitória de 20-14 ante o 1.º de Agosto), já foram notificados pela CAHB.

A inspecção das unidades de alojamento e do pavilhão "Paulo Bunze" estará a cargo do angolano Pedro Godinho, vice-presidente da CAHB, segundo apurou a ANGOP.

A prova terá como supervisor o egípcio Medhat Betghay, vice-presidente da CAHB, enquanto a dupla de juízes também virá da nação das pirâmides, com chegada a Luanda marcada para dia 20.

A presente edição, organizada pelo 1.º de Agosto, detentor do troféu, vai contar também com oficiais de mesa angolanos.

Esta é a terceira vez que a competição é decidida em Angola, depois da edição de 2006, em que o Petro de Luanda venceu o Rombo Sport, da Costa do Marfim, e de 2009, onde derrotou o mesmo adversário, em desafios disputados no pavilhão da Cidadela.