Interclube domina corta-mato

  • 40°edição do campeonato nacional de Corta-mato
  • 40°edição do campeonato nacional de Corta-mato
Lubango – Os fundistas do Interclube francisco Caluvi e Ernestina Paulino conquistaram neste sábado o Campeonato Nacional de corta - mato, disputado na comuna da Palanca, município da Humpata, na Huíla.

Estes dois fundistas revalidaram assim os respectivos títulos individuais.

Caluvi completou a prova de dez quilómetros em 34 minutos e 02 segundos, seguido de António Domingos, com o tempo de 34 minutos e 31 segundos, enquanto a terceira posição coube a David Elias, com o tempo de 34 minutos e 49 segundos, todos do Interclube.

Em femininos, Ernestina Paulino, igualmente da equipa do Ministério do Interior, superou a concorrência completando a competição em 44 minutos e 40 segundos, seguida por Joana  Aleca, da equipa Jamba Sport, com 44´, 48´´ 18.

Alda Paulo, também do “Inter”  foi a terceira da geral com o tempo de 50´ e 41´.

Na classificação colectiva, o Interclube, que completa domingo 45 anos de existência, também foi o primeiro, seguido pelo Petro de Luanda e da selecção da Huíla.

Dos mais de 50 atletas previstos na prova, apenas 35 tiveram capacidade de pagar o teste da Covid-19.

A prova começou com quase quatro horas de atraso, devido a testagem feita na véspera.

Huíla, Cuanza Sul, Luanda, Huambo, Benguela e Cuando Cubango foram as províncias participantes.

 

 

 

 

nnnn

Estes dois fundistas revalidaram assim os respectivos títulos individuais.

Caluvi completou a prova de dez quilómetros em 34 minutos e 02 segundos, seguido de António Domingos, com o tempo de 34 minutos e 31 segundos, enquanto a terceira posição coube a David Elias, com o tempo de 34 minutos e 49 segundos, todos do Interclube.

Em femininos, Ernestina Paulino, igualmente da equipa do Ministério do Interior, superou a concorrência completando a competição em 44 minutos e 40 segundos, seguida por Joana  Aleca, da equipa Jamba Sport, com 44´, 48´´ 18.

Alda Paulo, também do “Inter”  foi a terceira da geral com o tempo de 50´ e 41´.

Na classificação colectiva, o Interclube, que completa domingo 45 anos de existência, também foi o primeiro, seguido pelo Petro de Luanda e da selecção da Huíla.

Dos mais de 50 atletas previstos na prova, apenas 35 tiveram capacidade de pagar o teste da Covid-19.

A prova começou com quase quatro horas de atraso, devido a testagem feita na véspera.

Huíla, Cuanza Sul, Luanda, Huambo, Benguela e Cuando Cubango foram as províncias participantes.

 

 

 

 

nnnn