Basquetebol: Dirigente defende trabalho no interior

Huambo – O novo elenco da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) deve incrementar as ações no interior, descentralizando as actividades para a descoberta de novos talentos, em ambos os sexos, a nível nacional.

Esta posição é da presidente da associação provincial de basquetebol da província do Huambo, Emília Antonela Pinheiro, acrescentando que tal procedimento podia resultar no regresso de Angola ao domínio no continente africano, nos vários escalões.

Em declarações à ANGOP, reagindo a eleição, este domingo (22), de José Moniz da Silva, à presidência da Federação Angolana de Basquetebol, disse que a nova direcção deve, através das associações provinciais, fazer um levantamento sobre o estado actual da modalidade no país e introduzi-la nas escolas.

Disse esperar que as promessas eleitorais sejam executadas com o apoio das associações provinciais, de modo que a modalidade não se desenvolva apenas em Luanda.

O ex-atleta afirmou que a província conta apenas com um único clube (Petro do Huambo) que se dedica à formação de atletas.

No comando da associação provincial do Huambo desde Agosto deste ano, em substituição de Domingos Malaquias, Emília Pinheiro sublinhou que a melhoria do basquetebol a nível nacional passa, também, pela união dos seus fazedores.

Nas eleições realizadas domingo (22), José Moniz Silva venceu com 17 votos, contra 11 de Armando Dala “docas” e apenas 1 de Manuel Moreira.

Esta posição é da presidente da associação provincial de basquetebol da província do Huambo, Emília Antonela Pinheiro, acrescentando que tal procedimento podia resultar no regresso de Angola ao domínio no continente africano, nos vários escalões.

Em declarações à ANGOP, reagindo a eleição, este domingo (22), de José Moniz da Silva, à presidência da Federação Angolana de Basquetebol, disse que a nova direcção deve, através das associações provinciais, fazer um levantamento sobre o estado actual da modalidade no país e introduzi-la nas escolas.

Disse esperar que as promessas eleitorais sejam executadas com o apoio das associações provinciais, de modo que a modalidade não se desenvolva apenas em Luanda.

O ex-atleta afirmou que a província conta apenas com um único clube (Petro do Huambo) que se dedica à formação de atletas.

No comando da associação provincial do Huambo desde Agosto deste ano, em substituição de Domingos Malaquias, Emília Pinheiro sublinhou que a melhoria do basquetebol a nível nacional passa, também, pela união dos seus fazedores.

Nas eleições realizadas domingo (22), José Moniz Silva venceu com 17 votos, contra 11 de Armando Dala “docas” e apenas 1 de Manuel Moreira.