1º de Agosto conquista 13º título nacional em feminino

  • Jogo entre 1º de Agosto e Interclube - Arquivo
Luanda - O 1º de Agosto conquistou hoje, quinta-feira, em Luanda, o 13º título nacional em basquetebol sénior feminino ao vencer o Interclube, por 67- 60, em jogo dos "play-off" a melhor de cinco jogos, disputado no pavilhão da Cidadela.

As “militares” ainda perderam no primeiro quarto (11-19), mas melhoraram a exibição no segundo período, que lhe permitiu empatar o marcador ao intervalo, por 34-34.

No terceiro quarto, o equilíbrio entre ambas manteve-se, mas as “rubro-negras” adiantaram-se no placar com a vantagem de sete pontos (55-48).

Já nos últimos 10 minutos, as “polícias” tentaram inverter o quadro com ligeiro ascendente, mas as “militares” voltaram a superiorizar-se na recta final terminando vitoriosa, por 67-60.

Para conquistar esta prova, o 1º de Agosto venceu o primeiro encontro (64-62), o terceiro (68-56) e agora o quarto (67-60). Averbou derrota no segundo desafio (46-49), não tendo sido necessário o recurso ao quinto jogo. 

Assim, a formação da polícia foi destronada do título ganho em 2019. Em 2020 o evento não ocorreu devido à pandemia da Civid - 19.

A moçambicana Tamara Seda (1º de Agosto) foi a jogadora mais valiosa do campeonato (MVP) e a melhor nos lances livres, na sua primeira época no clube do RI20. Isabel João (Academia 1º de Agosto), melhor ressaltadora eTatiana Miguel (Formigas do Cazenga), melhor assistente. 

Foram igualmente distinguidas, Avelina Peso (1º de Agosto), melhor dos dois pontos, Italee Lucas (Interclube), melhor triplista, Dumilda Antónia (Desportivo do Maculusso), melhor marcadora, Antónia Bernardo (Sport Lubango e Benfica), jogadora "fair play", Magda Yuso (Formigas do Cazenga), melhor recuperadora, Walter Costa (1º de Agosto), melhor treinador e Cláudio Buba, melhor árbitro

Classificação final:

1. 1º de Agosto

2. Interclube

3. Núcleo do Interclube de Benguela

4. Inter B

5. Academia do 1º de Agosto

6. Formigas do Cazenga

7. Desportivo do Maculusso

8. La Bomba

9. Benfica do Lubango

10. Académica de Malanje.

 

As “militares” ainda perderam no primeiro quarto (11-19), mas melhoraram a exibição no segundo período, que lhe permitiu empatar o marcador ao intervalo, por 34-34.

No terceiro quarto, o equilíbrio entre ambas manteve-se, mas as “rubro-negras” adiantaram-se no placar com a vantagem de sete pontos (55-48).

Já nos últimos 10 minutos, as “polícias” tentaram inverter o quadro com ligeiro ascendente, mas as “militares” voltaram a superiorizar-se na recta final terminando vitoriosa, por 67-60.

Para conquistar esta prova, o 1º de Agosto venceu o primeiro encontro (64-62), o terceiro (68-56) e agora o quarto (67-60). Averbou derrota no segundo desafio (46-49), não tendo sido necessário o recurso ao quinto jogo. 

Assim, a formação da polícia foi destronada do título ganho em 2019. Em 2020 o evento não ocorreu devido à pandemia da Civid - 19.

A moçambicana Tamara Seda (1º de Agosto) foi a jogadora mais valiosa do campeonato (MVP) e a melhor nos lances livres, na sua primeira época no clube do RI20. Isabel João (Academia 1º de Agosto), melhor ressaltadora eTatiana Miguel (Formigas do Cazenga), melhor assistente. 

Foram igualmente distinguidas, Avelina Peso (1º de Agosto), melhor dos dois pontos, Italee Lucas (Interclube), melhor triplista, Dumilda Antónia (Desportivo do Maculusso), melhor marcadora, Antónia Bernardo (Sport Lubango e Benfica), jogadora "fair play", Magda Yuso (Formigas do Cazenga), melhor recuperadora, Walter Costa (1º de Agosto), melhor treinador e Cláudio Buba, melhor árbitro

Classificação final:

1. 1º de Agosto

2. Interclube

3. Núcleo do Interclube de Benguela

4. Inter B

5. Academia do 1º de Agosto

6. Formigas do Cazenga

7. Desportivo do Maculusso

8. La Bomba

9. Benfica do Lubango

10. Académica de Malanje.