Angola vence Portugal na despedida de Matosinhos

  • Selecção termina estágio em Portugal - Arquivo
Luanda – A selecção angolana sénior masculina de basquetebol derrotou hoje (sábado) a similar de Portugal, por 83-76, em jogo da terceira jornada do torneio de Matosinhos, terminado naquele país  europeu.

Depos de já se terem defrontado sexta-feira, com os portugueses a vencerem por 92-84, hoje Angola conseguiu impor-se e saiu na frente nos primeiros períodos com 27-19 e 52-38, respectivamente.

Os angolanos, que se encontram em Portugal na sequência na preparação para o Afrobasket´ 2021, a decorrer de 24 de Agosto a 5 de Setembro, no Rwanda, conseguiram manter a vantagem no terceiro período de 68-55.

A certeza do triunfo surgiu no quarto período, onde o cinco nacional voltou a mostrar atitude e consequentemente vitória de 83-76.

Carlos Morais, com 17 pontos, esteve em destaque ao serviço de Angola.

Na estreia quinta-feira, o combinado nacioonal venceu a Eslováquia, por 86-59.

No Afrobasket, o país, que procura resgatar o título perdido em 2015, figura no grupo A com as congéneres da República Democrática do Congo (RDC), Cabo Verde e a anfitriã.

Trabalham nesta altura, os atletas Hermenegildo Santos, Edson Ndoniema, Malick Cissé, Pedro Bastos, Childe Dundão, Selton Miguel, Leandro Conceição, Jilson Bango, Teotónio Dó, Aboubakar Gakou, Eduardo Mingas e Yanick Moreira.

 

Depos de já se terem defrontado sexta-feira, com os portugueses a vencerem por 92-84, hoje Angola conseguiu impor-se e saiu na frente nos primeiros períodos com 27-19 e 52-38, respectivamente.

Os angolanos, que se encontram em Portugal na sequência na preparação para o Afrobasket´ 2021, a decorrer de 24 de Agosto a 5 de Setembro, no Rwanda, conseguiram manter a vantagem no terceiro período de 68-55.

A certeza do triunfo surgiu no quarto período, onde o cinco nacional voltou a mostrar atitude e consequentemente vitória de 83-76.

Carlos Morais, com 17 pontos, esteve em destaque ao serviço de Angola.

Na estreia quinta-feira, o combinado nacioonal venceu a Eslováquia, por 86-59.

No Afrobasket, o país, que procura resgatar o título perdido em 2015, figura no grupo A com as congéneres da República Democrática do Congo (RDC), Cabo Verde e a anfitriã.

Trabalham nesta altura, os atletas Hermenegildo Santos, Edson Ndoniema, Malick Cissé, Pedro Bastos, Childe Dundão, Selton Miguel, Leandro Conceição, Jilson Bango, Teotónio Dó, Aboubakar Gakou, Eduardo Mingas e Yanick Moreira.