Huíla quer decisões consensuais na FAB

  • Petro aplica chapa 100 ao 1º de Agosto
Lubango - O novo presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) deve privilegiar o diálogo para garantir um crescimento sustentável, por via de decisões consensuais, afirmou nesta segunda-feira, na Huíla, o responsável da associação local da modalidade, Diogo Gomes.

Em declarações à Angop, perspectivando as acções de Monis Silva, eleito domingo presidente da instituição para o quadriénio2020-24, afirmou que o actual líder deve começar pela organização interna da FAB e que para tal terá de dialogar com todos os intervenientes.

Para cumprimento do seu programa, referiu que Moniz Silva precisa contar com o apoio dos fazedores da modalidade, empresários, assim como de outros suportes institucionais e financeiros do Estado.

O novo presidente substitui o demissionário Hélder Cruz, que abandonou a liderança da federação em Dezembro de 2019, estando a FAB sobe gestão de uma Comissão de Gestão, liderada por Gustavo da Conceição, presidente do Comité Olímpico Angolano.

Moniz Silva, empresário ligado ao ramo farmacêutico, venceu no pleito eleitoral Armando Dala "Dokas”, concorrente pela lista B, com 11 votos, e Manuel Moreira, da C, com um voto.

Fundada em 1976, a Federação Angolana de Basquetwebol já foi liderada por José Guimarães "Periquito” (1977 a 1987), Carlos Teixeira "Cagi” (1987-1996), Pires Ferreira (1996-2004), Gustavo Dias Vaz da Conceição (2005-2012), Paulo Madeira (2012-2016) e Hélder Martins da Cruz (2016-2019).

 

Em declarações à Angop, perspectivando as acções de Monis Silva, eleito domingo presidente da instituição para o quadriénio2020-24, afirmou que o actual líder deve começar pela organização interna da FAB e que para tal terá de dialogar com todos os intervenientes.

Para cumprimento do seu programa, referiu que Moniz Silva precisa contar com o apoio dos fazedores da modalidade, empresários, assim como de outros suportes institucionais e financeiros do Estado.

O novo presidente substitui o demissionário Hélder Cruz, que abandonou a liderança da federação em Dezembro de 2019, estando a FAB sobe gestão de uma Comissão de Gestão, liderada por Gustavo da Conceição, presidente do Comité Olímpico Angolano.

Moniz Silva, empresário ligado ao ramo farmacêutico, venceu no pleito eleitoral Armando Dala "Dokas”, concorrente pela lista B, com 11 votos, e Manuel Moreira, da C, com um voto.

Fundada em 1976, a Federação Angolana de Basquetwebol já foi liderada por José Guimarães "Periquito” (1977 a 1987), Carlos Teixeira "Cagi” (1987-1996), Pires Ferreira (1996-2004), Gustavo Dias Vaz da Conceição (2005-2012), Paulo Madeira (2012-2016) e Hélder Martins da Cruz (2016-2019).