Finalistas podem ser conhecidos quinta-feira

  • Leonel Paulo, jogador do Petro em acção ofensiva (arquivo)
Luanda - Os finalistas do campeonato nacional sénior masculino de basquetebol podem ser conhecidos quinta-feira, quando as formações do 1º de Agosto-Interclube e Petro-Petro B voltarem a defrontar-se, para a segunda partida das meias-finais dos play-of.

Em vantagem na eliminatória, que se disputa a melhor de três jogos, os “militares” recebem às 17 horas, no pavilhão Victorino Cunha, a equipa do Interclube, que nos últimos tempos tem se revelado autêntico “quebra-cabeça” para Manuel Sousa Necas e comandados.

Em caso de vitória, o D’Agosto avança, ao passo que uma derrota relança a eliminatória e o finalista será definido sábado próximo, no terreno dos “polícias”.

O escasso ponto de diferença no triunfo (78-77) no primeiro encontro dos play-of, terça-feira, e a derrota sexta-feira última (84-88), no fecho da fase regular, diante do Inter faz antever um desafio equilibrado, pois o grupo às ordens de Raul Duarte tem dado mostra de ser capaz de inverter a situação.

Já a formação principal do Petro de Luanda, das mais experimentadas da prova, dificilmente será contrariada pela sua equipa B, a julgar pelo desequilíbrio entre os plantéis, sendo a sua presença na final quase um facto. O jogo acontece no pavilhão principal da Cidadela.

O Petro venceu a primeira partida por 90-53. 

Em vantagem na eliminatória, que se disputa a melhor de três jogos, os “militares” recebem às 17 horas, no pavilhão Victorino Cunha, a equipa do Interclube, que nos últimos tempos tem se revelado autêntico “quebra-cabeça” para Manuel Sousa Necas e comandados.

Em caso de vitória, o D’Agosto avança, ao passo que uma derrota relança a eliminatória e o finalista será definido sábado próximo, no terreno dos “polícias”.

O escasso ponto de diferença no triunfo (78-77) no primeiro encontro dos play-of, terça-feira, e a derrota sexta-feira última (84-88), no fecho da fase regular, diante do Inter faz antever um desafio equilibrado, pois o grupo às ordens de Raul Duarte tem dado mostra de ser capaz de inverter a situação.

Já a formação principal do Petro de Luanda, das mais experimentadas da prova, dificilmente será contrariada pela sua equipa B, a julgar pelo desequilíbrio entre os plantéis, sendo a sua presença na final quase um facto. O jogo acontece no pavilhão principal da Cidadela.

O Petro venceu a primeira partida por 90-53.