Convocada selecção para duplo duelo com Gabão

  • Ary Papel
Luanda – Vinte e oito futebolistas foram convocados, esta terça-feira, para os trabalhos da selecção nacional sénior, tendo em vista os jogos com o Gabão, nos dias 8 e 11 deste mês, para as eliminatórias do Mundial de 2022 no Qatar.

Entre os eleitos do técnico Pedro Gonçalves, que anunciou a lista em conferência de imprensa, na sede da FAF, oito actuam em Angola e os restantes vinte na diáspora, devendo o grupo concentrar-se domingo (dia 3), numa das unidades hoteleiras de Luanda, para no dia seguinte iniciar a preparação.

Eis a os jogadores:

Guarda-redes: Neblu, Kadú, Hugo Marques e Augusto  

Defesas: Clinton da Mata, Inácio Miguel, Eddie Afonso, Jó Vidal, Jonathan Buatu, Gaspar, Vidinho, Tó Carneiro, Adalmir e Bito

Médios: Estrela, Herenilson, César Sousa, Show, Mário, Carlinhos, Fredy, Paty

Avançados: Helder Costa, Zito Luvumbu, Mbala Nzola, Zine, Jeremy Bela, Ary Papel e Lépua

A equipa terá oito sessões de treino e um jogo de controlo com o Petro de Luanda, de acordo com o seleccionador, que lamentou o facto de não poder testar com uma selecção por limitações financeiras.

"Temos potencial, mas os recursos nos impedem de fazer um trabalho mais detalhado para que os resultados positivos possam surgir”, disse.

Na sua opinião, apesar dos resultados menos conseguidos durante a campanha, Angola tem um grupo de jogadores competitivos, cujo objectivo é sempre melhorar a qualidade.

Os Palancas Negras estão na última posição do grupo F sem pontuar, após derrotas diante do Egipto e da Líbia, ambas por 0-1. Os líbios lideram a série com seis pontos, seguidos pelo Egipto com quatro e Gabão um.

O primeiro desafio com os gaboneses acontece a oito de Outubro, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, a partir das 17 horas, enquanto o segundo está marcado para o dia 11 do mesmo mês, em Libreville.

Entre os eleitos do técnico Pedro Gonçalves, que anunciou a lista em conferência de imprensa, na sede da FAF, oito actuam em Angola e os restantes vinte na diáspora, devendo o grupo concentrar-se domingo (dia 3), numa das unidades hoteleiras de Luanda, para no dia seguinte iniciar a preparação.

Eis a os jogadores:

Guarda-redes: Neblu, Kadú, Hugo Marques e Augusto  

Defesas: Clinton da Mata, Inácio Miguel, Eddie Afonso, Jó Vidal, Jonathan Buatu, Gaspar, Vidinho, Tó Carneiro, Adalmir e Bito

Médios: Estrela, Herenilson, César Sousa, Show, Mário, Carlinhos, Fredy, Paty

Avançados: Helder Costa, Zito Luvumbu, Mbala Nzola, Zine, Jeremy Bela, Ary Papel e Lépua

A equipa terá oito sessões de treino e um jogo de controlo com o Petro de Luanda, de acordo com o seleccionador, que lamentou o facto de não poder testar com uma selecção por limitações financeiras.

"Temos potencial, mas os recursos nos impedem de fazer um trabalho mais detalhado para que os resultados positivos possam surgir”, disse.

Na sua opinião, apesar dos resultados menos conseguidos durante a campanha, Angola tem um grupo de jogadores competitivos, cujo objectivo é sempre melhorar a qualidade.

Os Palancas Negras estão na última posição do grupo F sem pontuar, após derrotas diante do Egipto e da Líbia, ambas por 0-1. Os líbios lideram a série com seis pontos, seguidos pelo Egipto com quatro e Gabão um.

O primeiro desafio com os gaboneses acontece a oito de Outubro, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, a partir das 17 horas, enquanto o segundo está marcado para o dia 11 do mesmo mês, em Libreville.