Troféu "Edith Bongo" na Galeria dos Desportos

  • Troféu africano depositado em definitivo na galeria dos desportos
Luanda - O troféu do Campeonato Africano das Nações em andebol sénior feminino, denominado "Edith Lucie Bongo Ondimba", conquistado por Angola a 18 de Junho, na cidade camaronesa de Yaoundé, foi hoje, quinta-feira, depositado definitivamente na Galeria dos Desportos, em Luanda.

A taça, com uma base acastanhada, parte superior dourada e uma bola no topo, torna-se no 48º troféu de diferentes modalidades expostos na Galeria dos Desportos, inaugurada em 2014 com objectivo de conservar às memórias do desporto nacional.

Trata-se do primeiro ceptro do género que fica definitivamente no país, depois de instituído em 2015.

Conforme o regulamento da prova, arrebata o troféu em definitivo a selecção que o conquistar por três ocasiões seguidas, feito obtido por Angola nas edições de 2016 (como anfitrião), 2018 (Congo Brazzaville) e 2021 (Camarões).  

Recorde-se, que, no total, Angola conquistou já 14 Campeonato Africano das Nações da categoria.

Para assegurar o título deste evento, a selecção venceu na final a anfitriã Camarões por 25-15, depois de ter passado por Cabo Verde (39-14), Congo (29-24), República Democrática do Congo (29-20) e Tunísia (27-23), na competição disputado de 8 a 18 de Junho.

O acto na Galeria dos Desportos, orientado pelo secretário de estado para os Desportos, Carlos de Almeida, contou com a presença do seu homólogo para a juventude, Fernando Francisco João, e de  antigas internacionais da modalidade com realce para Palmira Barbosa, Ilda Bengue, Odeth Tavares e  Marcelina Quiala.

 

A taça, com uma base acastanhada, parte superior dourada e uma bola no topo, torna-se no 48º troféu de diferentes modalidades expostos na Galeria dos Desportos, inaugurada em 2014 com objectivo de conservar às memórias do desporto nacional.

Trata-se do primeiro ceptro do género que fica definitivamente no país, depois de instituído em 2015.

Conforme o regulamento da prova, arrebata o troféu em definitivo a selecção que o conquistar por três ocasiões seguidas, feito obtido por Angola nas edições de 2016 (como anfitrião), 2018 (Congo Brazzaville) e 2021 (Camarões).  

Recorde-se, que, no total, Angola conquistou já 14 Campeonato Africano das Nações da categoria.

Para assegurar o título deste evento, a selecção venceu na final a anfitriã Camarões por 25-15, depois de ter passado por Cabo Verde (39-14), Congo (29-24), República Democrática do Congo (29-20) e Tunísia (27-23), na competição disputado de 8 a 18 de Junho.

O acto na Galeria dos Desportos, orientado pelo secretário de estado para os Desportos, Carlos de Almeida, contou com a presença do seu homólogo para a juventude, Fernando Francisco João, e de  antigas internacionais da modalidade com realce para Palmira Barbosa, Ilda Bengue, Odeth Tavares e  Marcelina Quiala.