Desportivo da Huíla estreia em casa no domingo

  • Estádio do Ferrovia da Huíla
Lubango – O Desportivo da Huíla vai, no próximo domingo, ter o seu primeiro jogo em “casa”, no Lubango, quando receber o Recreativo do Libolo do Cuanza Sul, para a 7ª jornada do Girabola2020-21.

O mau estado da relva do Estádio do Ferrovia impedia que a equipa militar efectuasse jogos em oficiais em casa.

Apesar de ter sob sua tutela, desde 2010, o Estádio da Senhora do Monte, é no Ferroviário da Huíla, onde a equipa realizada os seus jogos, dada a degradação do primeiro.

A administração do Lubango entregou o Estádio da Senhora do Monte, com a relva renovada para o CAN2010, mas a falta de manutenção degradou as estruturas três anos mais tarde, já que a equipa não investiu na manutenção.

A alternativa encontrada, desde então, foi o estádio da Tundavala e do Ferroviário, este último, após uma avaria na central de bombamgem de água em Setembro último, agravou a degradação da relva.

Em entrevista hoje, à ANGOP, o director-administrativo do grémio, Ezequias Domingos, descartou consequências físicas e atléticas com a falta de jogos, pois apesar disso têm treinado regularmente.

“O campo só não estava em condições de receber jogos oficiais, mas estamos a treinar nele todos os dias, alternado com o pelado da comuna da Palanca”, frisou.

Por outro lado, o gestor observou terem recebido da direcção da Juventude e Desportos, a garantia da disponibilidade do Estádio Nacional da Tundavala a partir de Março, já que a relva está resposta, estando somente a cumprir a última fase de amadurecimento.

Até agora o Desportivo da Huíla teve somente dois jogos no Girabola, com o Ferrovia do Huambo (2ª jornada, 2-2) e Cuando Cubango FC (3ª jornada, 2-2), tendo adiado as partidas contra o Sporting de Cabinda, 1º de Agosto,  Sagrada Esperança e Bravos do Maquis.

 

O mau estado da relva do Estádio do Ferrovia impedia que a equipa militar efectuasse jogos em oficiais em casa.

Apesar de ter sob sua tutela, desde 2010, o Estádio da Senhora do Monte, é no Ferroviário da Huíla, onde a equipa realizada os seus jogos, dada a degradação do primeiro.

A administração do Lubango entregou o Estádio da Senhora do Monte, com a relva renovada para o CAN2010, mas a falta de manutenção degradou as estruturas três anos mais tarde, já que a equipa não investiu na manutenção.

A alternativa encontrada, desde então, foi o estádio da Tundavala e do Ferroviário, este último, após uma avaria na central de bombamgem de água em Setembro último, agravou a degradação da relva.

Em entrevista hoje, à ANGOP, o director-administrativo do grémio, Ezequias Domingos, descartou consequências físicas e atléticas com a falta de jogos, pois apesar disso têm treinado regularmente.

“O campo só não estava em condições de receber jogos oficiais, mas estamos a treinar nele todos os dias, alternado com o pelado da comuna da Palanca”, frisou.

Por outro lado, o gestor observou terem recebido da direcção da Juventude e Desportos, a garantia da disponibilidade do Estádio Nacional da Tundavala a partir de Março, já que a relva está resposta, estando somente a cumprir a última fase de amadurecimento.

Até agora o Desportivo da Huíla teve somente dois jogos no Girabola, com o Ferrovia do Huambo (2ª jornada, 2-2) e Cuando Cubango FC (3ª jornada, 2-2), tendo adiado as partidas contra o Sporting de Cabinda, 1º de Agosto,  Sagrada Esperança e Bravos do Maquis.