CDH e Sporting "lutam" pela fuga à linha de despromoção

  • Desportivo procura melhoria na classificação
Luanda – O Clube Desportivo da Huíla (CDH) e o Sporting de Cabinda jogam às 15h30 desta quarta-feira, no Ferrovia, para acerto à 16ª jornada do Campeonato Nacional de futebol "Girabola2021", numa prova em que lutam pela fuga à linha de despromoção.

O desportivo da Huíla, 11º colocado com 20 pontos e o Sporting de Cabinda 13º com 17, vêem-se aflitos por baixo do topo da tabela classificativa, quando faltam 13 jornadas para o fim do campeonato.

Depois de uma primeira volta de maus resultados, que culminou com a demissão do técnco André Makanga, substituído por Mário Soares, o Desportivo da Huíla é, na verdade, uma formação de lugares cimeiros.

Terceira classificada em 2018 e finalista vencido da Taça de Angola diante do 1.º de Agosto (1-2), em 2019, esta formação huilana terá pela frente um adversário mais modesto, mas que na presente época tem se revelado "tomba gigante". 

Os leões de Cabinda, por exemplo, derrotaram na ronda anterior o segundo classificado (38 pts) Sagrada Esperança da Lunda Norte, por 1- 0. Antes superou o Petro de Luanda (3-0) na 11ª jornada, e o Interclube em pleno 22 de Junho, por 1-0, na 7ª ronda.

 

Na primeira volta as duas formações empataram sem golos no estádio do Tafe, na ronda inaugural do Girabola2020/21.

Resultados dos jogos já disputados da 16ª  jornada:

Recreativo do Libolo - Progresso Sambizanga (1-0)

Interclube - 1.º de Agosto (0-1)

Baixa de Cassanje - Recreativo da Caála (0-0)

Kuando Kubango - Ferroviário do Huambo (1-2)

Santa Rita de Cássia - Williete de Benguela (0-0)

FC Bravos do Maquis - Petro de Luanda (1-1)

Sagrada Esperança - Académica do Lobito (2-1)

Desportivo da Huíla - Sporting de Cabinda (?)
 

O desportivo da Huíla, 11º colocado com 20 pontos e o Sporting de Cabinda 13º com 17, vêem-se aflitos por baixo do topo da tabela classificativa, quando faltam 13 jornadas para o fim do campeonato.

Depois de uma primeira volta de maus resultados, que culminou com a demissão do técnco André Makanga, substituído por Mário Soares, o Desportivo da Huíla é, na verdade, uma formação de lugares cimeiros.

Terceira classificada em 2018 e finalista vencido da Taça de Angola diante do 1.º de Agosto (1-2), em 2019, esta formação huilana terá pela frente um adversário mais modesto, mas que na presente época tem se revelado "tomba gigante". 

Os leões de Cabinda, por exemplo, derrotaram na ronda anterior o segundo classificado (38 pts) Sagrada Esperança da Lunda Norte, por 1- 0. Antes superou o Petro de Luanda (3-0) na 11ª jornada, e o Interclube em pleno 22 de Junho, por 1-0, na 7ª ronda.

 

Na primeira volta as duas formações empataram sem golos no estádio do Tafe, na ronda inaugural do Girabola2020/21.

Resultados dos jogos já disputados da 16ª  jornada:

Recreativo do Libolo - Progresso Sambizanga (1-0)

Interclube - 1.º de Agosto (0-1)

Baixa de Cassanje - Recreativo da Caála (0-0)

Kuando Kubango - Ferroviário do Huambo (1-2)

Santa Rita de Cássia - Williete de Benguela (0-0)

FC Bravos do Maquis - Petro de Luanda (1-1)

Sagrada Esperança - Académica do Lobito (2-1)

Desportivo da Huíla - Sporting de Cabinda (?)