Desporto de combate volta a competir

  • Neidy Diasso Nema, Judoca Angolana
Luanda - O Governo angolano autorizou, por via do novo Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, em vigor desde a meia-noite de domingo, a reabertura das competições desportivas federadas nas modalidades de combate.

O novo diploma que deverá vigorar por um período de 30 dias, validados pelo Presidente da República, João Lourenço, dá "luz verde" às competições nas modalidades de judo, karaté, jiu-jitsu, kickboxing, taekwondo e boxe.

Tal como outras modalidades já liberadas, a prática destas disciplinas de lutas estava proibida há um ano, devido o seu carácter de contacto físico, identificado como de alto risco para o contágio e propagação da Covid-19, pela Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à pandemia.

Segundo o Decreto Presidencial, estão igualmente autorizadas as competições de natação e pesca desportiva.

No entanto, continuam suspensos os jogos e peladinhas nos bairros, devendo a violação deste instrutivo custar aos infractore uma multa que varia de Akz 20.000 (Vinte Mil) a Akz 30.000 (Trinta Mil).

Com esta decisão, ficam autorizados todos os movimentos federados mediante o cumprimento do protocolo desportivo sobre à Covid-19, destacando-se a quarentena institucional após jogo internacional, medidas de higienização nos compartimentos dos recintos desportivos e testagem regular de todos os intervenientes.  

Trata-se da 12ª vez que as autoridades nacionais actualizam as medidas do Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, a vigorarem desde o dia 25 de Maio de 2020.

O novo diploma que deverá vigorar por um período de 30 dias, validados pelo Presidente da República, João Lourenço, dá "luz verde" às competições nas modalidades de judo, karaté, jiu-jitsu, kickboxing, taekwondo e boxe.

Tal como outras modalidades já liberadas, a prática destas disciplinas de lutas estava proibida há um ano, devido o seu carácter de contacto físico, identificado como de alto risco para o contágio e propagação da Covid-19, pela Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à pandemia.

Segundo o Decreto Presidencial, estão igualmente autorizadas as competições de natação e pesca desportiva.

No entanto, continuam suspensos os jogos e peladinhas nos bairros, devendo a violação deste instrutivo custar aos infractore uma multa que varia de Akz 20.000 (Vinte Mil) a Akz 30.000 (Trinta Mil).

Com esta decisão, ficam autorizados todos os movimentos federados mediante o cumprimento do protocolo desportivo sobre à Covid-19, destacando-se a quarentena institucional após jogo internacional, medidas de higienização nos compartimentos dos recintos desportivos e testagem regular de todos os intervenientes.  

Trata-se da 12ª vez que as autoridades nacionais actualizam as medidas do Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, a vigorarem desde o dia 25 de Maio de 2020.